Semana On

Quarta-Feira 29.set.2021

Ano X - Nº 461

Coluna

Coentro divide opiniões e é ingrediente chave da ‘culinária de resistência’ do Brasil

Tempero polêmico é rico em vitaminas, ácido fólico e tem propriedades digestivas, bactericidas e antifúngicas

Postado em 12 de Agosto de 2021 - Sarah Fernandes – Brasil de Fato

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com ele ninguém fica em cima do muro: ou você ama ou você detesta. Já deu para imaginar de que alimentos estamos falando? Do coentro, tempero polêmico que divide corações, opiniões, famílias e até os modos de preparo de receitas tradicionais da nossa cultura.

“E porque tanta gente ama ou odeia o coentro? Tem uma explicação científica, essa planta têm uma substância que também está presente em insetos e papilas olfativas conseguem detectar. Por isso algumas pessoas não gostam do cheiro e associam especialmente a insetos”, diz a nutricionista Etel Matielo.

Segundo Etiel, que também é cozinheira, diversos países do mundo utilizam o coentro em preparo de pratos, em especial nos de cultura árabe, indiana, africana e latino-americana. Alguns pratos do continente, inclusive, não são possíveis de serem preparados sem coentro, como por exemplo a guacamole, uma receita mexicana feita de abacate, ou o ceviche, um prato peruano feito com filés de peixe marinados.

“Mas a origem no Brasil é principalmente porque ele já era consumido na Europa e também em diversos países africanos. Foram os africanos escravizados que trouxeram as sementes desse alimento, assim como outras ervas aromáticas e pimentas, e introduziram na culinária brasileira, nesse culinária de resistência do Brasil”, diz.

O coentro é especialmente usado na culinária da região nordeste, finalizando pratos como moquecas e baião de dois. Atualmente ele está presente em cervejas aresanais e em óleos essenciais. E se você é do time dos que amam coentro, é interessante saber que ele é também um grande aliado da nossa saúde.

“A gente usa temperos na nossa alimentação especialmente pelas propriedades digestivas, bactericidas e antifúngicas dessas plantas aromáticas. Além disso, o coentro contribui para o controle do açúcar no sangue e para a redução do colesterol e dos triglicerídeos”, conta Etiel. “Uma característica interessante é que ele ajuda na remoção de mercúrio do organismo. Quando fazemos cuidados de alimentação para desintoxicar o corpo utilizamos coentro. Ele também é rico em vitaminas, como a vitamina A, B1, B2, B3, vitamina C e ácido fólico.”

A maior parte dos nutrientes do coentro se concentram nas folhas, mas é possível aproveitar seus talos para saborizar azeites ou cozidos nos quais não se queira as folhas aparentes. Só é importante retirar os talos antes de servir, porque sua consistência fibrosa pode não ser muito agradável. Outra sugestão é misturar as folhas com limão e preparar um molho para saladas, que é especialmente gostoso no verão, por trazer muita refrescancia para o prato.

A boa notícia para os amantes de coentro é que ele pode ser cultivado em casa, mesmo em pouco espaço.

“Mesmo em apartamentos é possível produzir coentro, porque todo apartamento tem uma janela ou uma varanda e esses são os lugares mais indicados para produzir hortaliças, porque elas requerem uma boa insolação, pelo menos cinco horas de insolação por dia”, conta o técnico agrícola José Pedro Lima, que é produtor de hortaliças. “Pegue um recipiente de ao menos 15 centímetros de profundidade para colocar o substrato, que você mesmo pode fazer, misturando uma parte de areia, uma parte de terra e uma parte de esterco curtido. A terra não pode ficar seca nem encharcada, deve ficar úmida.”

Quem quiser mais dicas pode seguir o Pedro no instagram, no perfil @pedro.agro.lima. E quem estiver disposto a se desafiar e tentar introduzir o coentro na alimentação, pode fazer isso aos poucos, para acostumar o paladar.

“A alimentação não deve ser proibitiva no sentido apenas de criar obrigações relacionadas aos nutrientes, porque ela tem muitos outros valores, relacionados por exemplo à identidade cultural e a tradições familiares”, conta Etiel. “Uma opção é acostumar aos poucos sem usar grandes quantidades. Vá adicionando aos poucos, em pitadas, para acostumar o paladar.”

Confira aqui algumas receitas com coentro:

Molho de coentro

Ingredientes:

1 Iogurte natural sem sabor
50 ml de sumo de limão
2 colheres de azeite
1 colher de vinagre
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo: Misture o iogurte e o limão aos demais ingredientes, mexa bem e sirva fresquinho para evitar alterações no sabor

Guacamole de coentro

Ingredientes:
3 avocados
1 tomate maduro
1/2 cebola
1 limão espremido
2 colheres de azeite
Coentro, sal, pimenta e cominho a gosto

Modo de preparo: amasse o abacate e acrescente a pimenta, a cebola, o suco de limão, o coentro, o sal e o cominho. Os tomates picados devem ser misturados apenas no final do processo. O guacamole deve ser servido imediatamente para manter o frescor dos ingredientes.

Chá de coentro

Ingredientes:
1 litro de água
1 punhado de folhas de coentro higienizadas
2 colheres de sopa de sementes de coentro

Modo de preparo: leve a água ao fogo, assim que levantar fervura acrescente as sementes e deixe em fogo baixo por 3 minutos. Em seguida, desligue o fogo e coloque as folhas de coentro. Tome o chá coado ao longo do dia, sem açúcar ou adoçante.

Fonte: Diário do Nordeste


Voltar


Comente sobre essa publicação...