Semana On

Segunda-Feira 16.mai.2022

Ano X - Nº 487

Campo Grande

Liberação de R$ 2,6 milhões para área da saúde beneficia mais de 50 entidades

Santa Casa de Campo Grande foi contemplada com recursos no valor de R$ 228 mil de emenda coletiva, que serão destinados à aquisição de uma ambulância

Postado em 05 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande formalizou o repasse de R$ 2,6 milhões em recursos do Fundo de Investimentos Sociais – FIS Saúde 2021, que irão beneficiar cerca de 50 organizações da sociedade civil (OSCs) que prestam serviços em diversas áreas da saúde.

“Estas entidades têm suma importância para a comunidade, pois o poder público não consegue acompanhar e prestar todos os serviços, assim, elas trazem como benefícios a igualdade social, maior qualidade de vida, projetos sociais humanizados e focados na região atuante com novas oportunidades à pessoa em situação de vulnerabilidade. Caso estetrabalho não fosse realizado, muita gente poderia ficar desamparada”, destaca o prefeito.

O presidente da Santa Casa, Heitor Rodrigues Freire, destacou a importância da parceria com a Prefeitura de Campo Grande e a Câmara Municipal no incentivo às atividades desenvolvidas pelas instituições.

“Os recursos certamente farão toda a diferença não só para a Santa Casa, mas como para todas as organizações da sociedade organizada contempladas.  A união do poder executivo, legislativo e de nós, entidades, é fundamental para que, cada um, na sua função, sua competênciae individualidade possam atuar em prol do bem comum”, disse.

A Santa Casa de Campo Grande está sendo contemplada com recursos no valor de R$ 228 mil de emenda coletiva, que serão destinados à aquisição de uma ambulância que atenderá a toda a população campo-grandense.

O secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, lembra que através da reformulação dos processos de trabalho e com maior aproximação com a Câmara Municipal está sendo possível dar mais celeridade na destinação dos recursos.

“Para que essa parceria seja formalizada é necessário cumprir um rigoroso processo de seleção, que é iniciado pelos vereadores e posteriormente passa pela equipe da Sesau. Graças ao trabalho da nossa equipe técnica os recursos que antes eram liberados somente no ano seguinte agora estão sendo destinados com mais rapidez”, diz.

Os projetos devem alcançar finalidades recíprocas, pautadas no interesse público de promoção à saúde e devem demonstrar em planos de trabalho inseridos em termos de colaboração, em termos de fomento ou em acordos de cooperação, metas, prazos, público alvo e a quantidade de atendimentos a serem realizados e prestar contas.

As 50 OSCs beneficiadas atuam no atendimento a pacientes renais crônicos e oncológicos; equoterapia; acolhimento de idosos; atendimentos psiquiátricos; recuperação pós covid-19; recuperação psicomotora; tratamento para crianças especiais; tratamentos para narcodependência, entre outros.

Entre  2017 e 2020 foram repassados mais de R$ 10 milhões em recursos provenientes do FIS Saúde às organizações sociais. Neste ao ano, 2021, estão sendo destinados R$ 2,3 milhões para as organizações e R$ 287 mil para a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), totalizando aproximadamente R$ 2,6 milhões. Os recursos destinados à Sesau serão utilizados na aquisição de novos computadores para a sede, o que vai proporcionar mais agilidade e otimização dos trâmites processuais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...