Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 470

Mato Grosso do Sul

‘Entrega de títulos de moradias proporciona direito e conquista para o cidadão’, afirma Eduardo Riedel

Graças a uma lei estadual, pessoas que estavam aguardando há tantos anos a oportunidade de desonerar o próprio imóvel, estão recebendo o título para dar baixa na hipoteca e/ou caução

Postado em 04 de Agosto de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Graças a uma lei estadual, pessoas que estavam aguardando há tantos anos a oportunidade de desonerar o próprio imóvel, estão recebendo o título para dar baixa na hipoteca e/ou caução. A Secretaria de Estado de Insfraestrura (Seinfra), e Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), começaram a entregar os documentos na primeira semana do mês de julho. De lá para cá, 216 moradores de Amambai, Bela Vista, Coxim, Ivinhema, Selvíria e Três Lagoas, já podem ir ao cartório municipal para realizar a regularização.

Ivinhema foi o primeiro município do cronograma. Lá, 27 mutuários do bairro Itapoã receberam os títulos das mãos do secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, e das servidoras da Agehab, Gleicemar Garcia e Rosilene Candelária. Outros 46, do bairro Cassiano Marcelo, localizado na cidade de Amambai, também ficaram felizes com a ação do governo do estadual. As entregas dos documentos foram feitas no mesmo dia nessas duas cidades. “A entrega de títulos de moradias proporciona o direito e a conquista para o cidadão’, afirmou Riedel.

“Eu resido no empreendimento há mais de 15 anos, e esse documento é de suma importância, pois garante a realização da casa própria. A moradia já era minha, mas não tinha nenhum documento que comprovava”, explica a servidora pública municipal de Ivinhema, Ana Paula de Carvalho.

Mais tarde, na terceira semana do mês passado, foram realizadas 60 entregas, divididas entre Selvíria (14) e Três Lagoas (46), no residencial dos Servidores Públicos, e nos empreendimentos Angelina Tebet e Osmar Ferreira Dutra, respectivamente. O sentimento de felicidade se repetiu nessas cidades.

Agradecida, Luciene Rimoli Guedes contou que aguardava pelo momento. “Eu conversei com uma vizinha, recentemente a respeito da nossa situação, e de repente a equipe do Estado apareceu nas residências. Eu imagino que nada para Deus é impossível, pois quem espera sempre alcança”.

“Nós somos moradores antigos do local e já fizemos melhorias na casa. Sou muito feliz por morar onde eu moro porque são mais 30 anos naquele lugar. É um sonho realizado”, finalizou a moradora do residencial Osmar Ferreira Dutra.

Quem também deve estar comemorando esta conquista são os bela-vistenses. Ao todo, 26 moradores do Conjunto Habitacional Militão Loureiro receberam o documento no dia em que Bela Vista completava o 113°aniversário (20 de julho), deixando a ocasião ainda mais especial. 

“A emoção é muito grande! Há mais de 25 anos, quase 30, eu esperava por isso. Agora com o imóvel legalizado, posso mexer na estrutura”, disse Roney Gamarra, trabalhador autônomo, compartilhando o que pretende fazer daqui em diante.

“Faz uns 30 anos que estou esperando isso e não sabia se íamos conseguir. Foi muita luta. Meus filhos falavam: será mãe que a senhora vai conseguir?”, lembrou Ilda Peralta, dona de casa que recebeu o termo de autorização das mãos da diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopez.

Previsul em Coxim

No último dia 30 de julho, mutuários do Residencial Pé de Cedro, no município de Coxim, relataram o quanto esperavam por tal documento, alguns até haviam perdido a esperança depois de tantos anos correndo atrás. Os 57 moradores foram atendidos durante o dia inteiro pela equipe da autarquia.

Quatro moradores foram convidados para comparecerem na Câmara Municipal de Coxim, para receber o documento das autoridades presentes. Além de Eduardo Riedel, o prefeito Edilson Magro, e várias autoridades do município participaram daquela cerimônia.

“Há 31 anos atrás o Estado construiu conjuntos habitacionais, e passou para centenas de pessoas através do recurso chamado Previsul, dando a garantia do próprio imóvel. Mas ao longo do tempo, isso ficou amarrado no cartório, e o dono da casa, que na verdade não era o proprietário, não podia disponibilizar a morada da maneira que quisesse, pois o documento não permitia”, disse o secretário estadual de infraestrutura Eduardo Riedel, lembrando em seu discurso dos fatores que levaram o governo estadual ao tomar esta decisão.

Para o prefeito, “a nossa palavra é de agradecimento por tudo que está sendo feito. E se Deus quiser, esta união será contínua”, disse Edilson Magro

Ainda segundo Eduardo Riedel, com a quantidade já entregue, a meta é liberar títulos a mais de 1.200 residências espalhadas por todas as regiões do Estado.

Próximos destinos

Mutuários de Aquidauana serão os próximos a receber os termos de autorização de baixa de hipoteca e/ou caução. No total, são 39 moradores do residencial do Servidores Públicos de Aquidauana, a serem beneficiados. A entrega está prevista para o período matutino e início do vespertino da próxima quinta-feira (05).

Já na segunda semana de agosto, a previsão é de que aproximadamente 98 moradores de Corumbá e 28 de Miranda tenham em mãos o documento.

“As vezes penso que este serviço compatível a mim e a Gleicemar, é simples, mas tudo se transforma ao presenciar o quanto essas pessoas esperam por esse documento. E quando compartilham conosco suas histórias e seus planos, percebemos a grande importância de vida que o mesmo representa”, contou a servidora da Agehab, Rosilene Candelária.


Voltar


Comente sobre essa publicação...