Semana On

Quarta-Feira 29.set.2021

Ano X - Nº 461

Mato Grosso do Sul

Taxa de contágio se mantém em 0.87 pelo quinto dia seguido em MS

Prosseguir divulga regras de limite de ocupação nos estabelecimentos comerciais conforme classificação

Postado em 30 de Julho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mato Grosso do Sul confirmou nesta sexta-feira (30) mais 583 casos de Covid e mais 14 óbitos por complicações da doença. Com a atualização, o Estado acumula 355.303 casos confirmados, dos quais 8.924 evoluíram para óbito, mantendo a taxa de letalidade em 2,5%. 

Os novos casos estão concentrados em: Campo Grande (+175), Dourados (+63), Três Lagoas (+53), Paranaíba (+37) e Chapadão do Sul (+36). A média móvel apresenta queda com 576 casos por dia na última semana. 

Já os sul-mato-grossenses que não resistiram à doença, residiam em Campo Grande (+7), Batayporã (+1), Costa Rica (+1), Dourados (+1), Paranhos (+1), Rio Verde de Mato Grosso (+1), São Gabriel do Oeste (+1), e Selvíria (+1). A média móvel de mortes da última semana está em 17,6.  

Pelo quinto dia seguido a taxa de contágio se mantém em 0.87 no Estado. “Nós continuamos em 0.87 sendo que já estivemos com 0.82”, alertou a secretária adjunta da SES, Christine Maymone. A mesma tendência de estabilidade se apresenta na evolução das médias móveis de casos e também de óbitos. 

Os casos ativos no Estado são 6.830 em isolamento domiciliar e 582 pacientes internados em leitos clínicos (253) ou de unidade de terapia intensiva (329). O recorde histórico de internações foi de 8 de junho, com 1.339 pacientes internados. 

“Mesmo que tenhamos caído nas internações hospitalares, o patamar ainda está alto. Hoje estamos abaixo de 600, mas ainda é um número muito alto. Precisamos que as pessoas continuem acreditando que ainda não vencemos a doença”, ponderou o secretário Geraldo Resende. 

A taxa de ocupação leitos SUS/UTI por macrorregião está em 85% em Campo Grande, 70% em Dourados, 65% em Três Lagoas e 60% em Corumbá. A fila de espera é de 13 pacientes na Central de Regulação de Campo Grande e 3 da central do Estado (Core). 

De acordo com a SES existem 1.322 amostras em análise no Lacen e laboratórios parceiros e 8.238 casos sem encerramento pelos municípios. 

A imunização contra Covid no Estado segue acelerada com 32,45% da população geral do Estado vacinada com as duas doses ou dose única.  Dentro do público alvo de 2.081.761 que exclui a população abaixo de 18 anos, Mato Grosso do Sul já imunizou 43,80%. 

Confira aqui o detalhamento do boletim epidemiológico desta sexta-feira, 30 de julho e 2021. 

Prosseguir

O Comitê Gestor do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) divulgou no Diário Oficial do Estado (DOE), desta sexta-feira (30), as regras para o funcionamento dos estabelecimentos comerciais do Estado, diante do atual cenário de pandemia e conforme avanço da vacinação da população.

“O Prosseguir nasceu como um instrumento de apoio, com base técnica, com a missão de equilibrar a proteção à vida, ao social e à economia. É importante que se saiba que o Prosseguir vem para justamente dar suporte à retomada e proteger a economia”, afirma o presidente do Comitê Gestor do Prosseguir, Eduardo Riedel.

De acordo com a divulgação as regras são determinadas conforme a classificação de risco do município, por cores de bandeiras, estabelecida no âmbito do Programa de Saúde e Segurança da Economia.

Com isso, o toque de recolher se mantém em:

  • Das 20 às 5 horas - nos municípios classificados com a bandeira na cor cinza
  • Das 21 às 5 horas - nos municípios classificados com a bandeira na cor vermelha
  • Das 22 às 5 horas - nos municípios classificados com a bandeira na cor laranja;

A divulgação traz, ainda, a lista das atividades econômicas que estão condicionadas ao limite de ocupação e define a limitação das atividades relacionadas em relação à capacidade máxima de clientes e funcionários no local, com os seguintes critérios:

  • Bandeira cinza: 30% (trinta por cento)
  • Bandeira vermelha: 50% (cinquenta por cento)

O Prosseguir alerta para que todas as atividades econômicas desenvolvidas nos municípios das macrorregiões do Estado de Mato Grosso do Sul devem observar os termos dos protocolos de biossegurança aplicáveis a cada setor por cores de bandeira e ao do horário do toque de recolher estabelecido.

Por fim, a divulgação reforça o uso das medidas de segurança para o enfrentamento da emergência de saúde pública: a obrigação de uso de máscaras de proteção individual para circulação; o distanciamento mínimo de 1,5 metro em ambientes fechados.


Voltar


Comente sobre essa publicação...