Semana On

Quarta-Feira 29.set.2021

Ano X - Nº 461

Poder

‘Fora Bolsonaro’ tem 294 atos confirmados: confira locais com manifestações agendadas para este sábado

Direita também volta às ruas e pede união contra Bolsonaro

Postado em 23 de Julho de 2021 - RBA, Caroline Oliveira (Brasil de Fato) – Edição Semana On

Foto: Moisés Teodoro/BHAZ Foto: Moisés Teodoro/BHAZ

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com mais de 200 atos confirmados até agora, inclusive em outros seis países, movimento sociais sairão às ruas novamente neste sábado, no ato 24J, por mais vacina, auxílio emergencial de R$ 600 e emprego, além do “fora Bolsonaro”, entre outras reivindicações.

Em nota, as centrais sindicais convocaram para o ato, que também valerá para manifestar indignação por mais de 545 mil mortes pela covid-19. Confira ao final os eventos. Em alguns, haverá arrecadação de alimentos e roupas.

Centenas de milhares dessas mortes poderiam ter sido evitadas, lamentam as entidades. “Só o povo em massa nas ruas vai impedir que se concretizem as aventuras autoritárias que o presidente tem insinuado, como a de que pode impedir a realização das eleições de 2022 ou não aceitar o resultado das urnas eletrônicas em caso de derrota”, afirmam ainda.

Pressão por impeachment        

Assim, acrescentam os sindicalistas, é preciso ir à rua também para pressionar o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para pautar um dos mais de 120 pedidos de impeachment do presidente da República. Como o “superpedido” apresentado no início deste mês. As centrais pedem que todos levem máscaras (inclusive reserva) e álcool em gel, além de manter distância de pelo menos 2 metros das outras pessoas.

Em São Paulo, ato está marcado novamente para o Masp, a partir das 15h. Serão dois caminhões de som na Avenida Paulista: diante do Masp e do Conjunto Nacional.

Direita

A direita está voltando às ruas. Desta vez, pedindo a união de todos os setores da sociedade, independente do espectro ideológico, em prol de uma única pauta: o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. 

Nas últimas manifestações, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) já esteve presente. No próximo dia 12 de setembro, é a vez dos movimentos Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre (MBL) pedirem a saída do capitão reformado da Presidência. Nas redes sociais, figuras de partidos como do Democratas (DEM), Partido Novo e Movimento Democrático Brasileiro (MDB) também já se posicionaram contra o presidente. 

Arthur do Val, deputado estadual de São Paulo pelo Patriota e integrante do MBL, disse que a “união não significa que deixaremos de discordar naquilo que discordamos”. Para o parlamentar que votou a favor de Bolsonaro nas urnas no pleito presidencial de 2018, o cenário atual não é mais uma questão de divergência em torno de programas políticos para o país. “É uma questão de humanidade”, afirma. "Nós temos um presidente que, por conta da sua atuação, centenas de milhares perderam a vida. Por isso eu acredito que essa união seja tão importante.”

“Não é mais uma questão do que a gente deve fazer com a Petrobras. Privatizar? Ampliar a estatização? Nós precisamos de mais agências reguladoras? Como vai ser a reforma tributária? Administrativa? Não é uma questão de divergências políticas", ressalta.

Mudança de rota

O MBL foi um dos principais atores do movimento que levou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) a ser impugnada, em abril de 2016, e o então deputado federal Jair Bolsonaro, a se eleger em 2018. Na ocasião, o integrante do MBL afirmou que o seu posicionamento era favorável ao capitão reformado.

“Não é o candidato dos meus sonhos. Mas é o candidato que estou apoiando e espero que todos tenham consciência de que não votar em Jair Bolsonaro é colocar o PT de volta no poder”, afirmou do Val em uma entrevista à TV Gazeta, em outubro de 2018. 

A mudança de rota se deu logo no início de 2019, primeiro ano do mandato de Bolsonaro. Durante a votação da Reforma da Previdência, o parlamentar explica que o MBL “viu que não existia nenhuma vontade do governo em articular essa reforma".

"Ali a gente já ficou com um pé atrás. Em maio de 2019, quando houve uma manifestação que nasceu de forma totalmente antidemocrática, uma manifestação que pedia o fechamento do Congresso e STF, a gente viu um apoio velado do Bolsonaro, a gente viu que o governo era perigoso”. 

Hoje, do Val defende que Bolsonaro traiu todas as pautas que havia prometido durante a campanha presidencial ligadas às reformas liberais e de combate à corrupção, e a pauta do movimento se tornou única: “Fora Bolsonaro”. 

“Desde o primeiro semestre de 2019, em nenhum momento ele deu um passo no sentido de amenizar as nossas críticas. Muito pelo contrário, ele sempre foi avançando cada vez mais no sentido de mostrar que é um completo despreparado e criminoso”, afirma o parlamentar.

Para as manifestações do dia 12 de setembro, do Val garante que todos serão bem-vindos. “Não só serão respeitados, como serão bem-vindos. Então se você votou no Haddad, você é bem-vindo. Se você votou no Bolsonaro, que é o meu caso, você também é bem-vindo. A pauta, por ser única, vai unir pessoas de diferentes espectros e que divergem”, afirma. 
 
Com as linhas de investigação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid apontando para os supostos esquemas de corrupção envolvendo a aquisição de vacinas contra a covid-19, não só o MBL tencionou progressivamente as críticas ao presidente, como também o movimento Vem Pra Rua.

Luciana Alberto, porta-voz da organização, afirma que a pandemia foi o ponto mais marcante para a mudança de rota do movimento e agora a CPI da Covid está trazendo novos rumos, "inclusive com envolvimento de escândalos de corrupção no próprio Ministério da Saúde", enfatiza.

"São atitudes incompatíveis com a liderança de uma nação, um chefe de Estado, que deveria estar preocupado em defender o uso da vacina, a aquisição de vacinas, proteger a população de pandemia bastante epidêmica”, afirma Alberto. 

O Vem Pra Rua, ao lado do MBL, também foi um expressivo ator tanto no impeachment de Rousseff quanto na eleição de Bolsonaro.

Entre 2016 e 2018, as manifestações desses movimentos de direita coloriram muitas ruas e avenidas do país de verde e amarelo.

“O Vem pra Rua, de certa forma, atuou como protagonista junto a outros movimentos sociais na condução da mobilização popular pelo impeachment da presidente Dilma, acreditando em uma renovação, em um discurso de combate à corrupção, de um candidato que se apresentava e oferecia uma proposta diferenciada para o país". 

Para ela, o ponto de virada foi a exoneração do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. A partir deste momento, o movimento passou a entender que Bolsonaro não iria cumprir as promessas de campanha e de renovação política.

Para as manifestações do dia 12, Alberto também afirma que todos os cidadãos serão bem-aceitos. “O Vem pra Rua dialoga com todos, inclusive essa manifestação que está sendo organizada para o dia 12 de setembro é um convite para a população brasileira inteira aderir. Não é dirigido a um grupo específico. Nós estamos abertos ao diálogo, com diversos movimentos, além do MBL.”

Na mesma linha, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), que se elegeu parlamentar pelo PSL, afirmou que está brigando pela “união”.

Para ele, as últimas manifestações, organizadas majoritariamente por movimentos ligados à esquerda, foram “uma coisa muito vermelha”. 

“Eu senti falta da bandeira do Brasil, das cores verde e amarela. O MBL e o Vem Pra Rua vão fazer uma agora em 12 de setembro, convidando o lado de cá. Eu acho que tudo o que o Bolsonaro quer é isso: o lado de lá e o lado de cá. A gente tem que unir forças, ainda que a gente fale e pense de uma maneira diferente, o Bolsonaro é um alvo a ser abatido e para isso precisa ter essa união.”

Como exemplo, o deputado citou o “superpedido” de impeachment, protocolado na Câmara dos Deputados, no dia 30 de junho. “Eu estava lá, convidado pela Gleisi Hoffmann [PT], pelo Alessandro Molon [Rede], pela Fernanda Melchionna [PSOL]. Independente de tudo, todos nós temos um objetivo que é tirar o Bolsonaro da corrida eleitoral de 2022”, defende o parlamentar. O pedido juntou 43 signatários, desde Joice Hasselmann a Guilherme Boulos.

Câmara vota com o governo

Existem hoje mais de 120 pedidos de impeachment na mesa do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Para a abertura de um processo, no entanto, é necessário o voto de 342 deputados, de um total de 513 parlamentares que compoem a Câmara.

Ocorre que, do total, 388 parlamentares votam com o governo em pelo menos 60% dos projetos ligados ao Executivo, de acordo com a plataforma Parlametria. Isso significa que mesmo que o presidente Arthur Lira venha a pautar algum dos pedidos, não há base o suficiente para abri-lo. 

De dentro da Câmara dos Deputados, Frota sinaliza para um tom pessimista. “Quem tem que olhar é o Arthur Lira, que hoje é um cúmplice do Bolsonaro. Para virar o Parlamento é muito difícil nesse momento, porque o Bolsonaro compra todo mundo, não só com as emendas, mas com as secretarias, autarquias, ministérios, cargos políticos, intervenções”, afirma o deputado.

É nesse sentido que Arthur do Val volta a defender as manifestações e a união de diversos setores da sociedade. “Nós precisamos de mais de 300 deputados votando pelo impeachment do Bolsonaro. Não quero saber se são os deputados do Partido Novo, PSOL, PT, MDB. Eu quero mais de 300 votos para que esse impeachment ocorra”, afirma o parlamentar. 

“Nós precisamos que esse pedido de impeachment seja pautado. E quando vai ser? Quando o presidente da Casa e a maior parte dos deputados entenderem que é inevitável colocá-lo. Como a gente faz para que isso aconteça? Só tem uma forma: é pressão popular, é gente na rua.”

Se diferenciar para 2022

A mobilização de rua é um dos fatores apontados por cientistas políticos como necessários para que ocorra um impeachment. Mas, levando o cenário atual em consideração, Tiago Borges, professor de Ciência Política do Departamento de Sociologia e Ciência Política, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), considera que "as elites políticas, não só da direita, estão pouco interessadas em levar a cabo um processo de impeachment".

"Estão um tanto preocupadas com a eleição do ano que vem. Há uma resistência das elites políticas em acatar e levar a cabo fortemente um impeachment".

Para o docente, isso explica o fato de nenhum dos mais de 120 pedidos de impeachment ter sido aceito tanto por Rodrigo Maia, no ano passado, quanto por Arthur Lira.

Borges também acredita que as manifestações que vêm ocorrendo até agora e a diminuição da taxa de aprovação do presidente, ainda que expressivas, não são suficientes para um cenário de abertura de impeachment.

O professor destaca que, para além da manifestação contra Bolsonaro, o novo posicionamento ocorre porque “parte da direita está se separando de uma maneira mais clara de Bolsonaro e de seus seguidores, tentando se diferenciar. E isso foi agravado devido principalmente pela pandemia”. 

“Tem setores que pertencem ao campo da direita e centro direita que são contrários à postura do Bolsonaro em relação à pandemia, mas também tem o contexto de 2022 que está se aproximando, com algumas lideranças que pertencem ao campo da centro direita que têm aparecido mais, como Eduardo Leite e João Doria.”

Luciana Alberto e Arthur do Val se colocaram contra Lula e Bolsonaro na corrida presidencial do ano que vem.

Assim como Alexandre Frota, defendem uma terceira via. O tucano, no entanto, já tem um nome. “Vou fazer de João Doria presidente do Brasil.” Isso mostra que a união contra Bolsonaro esbarra em um limite quando as eleições presidenciais são colocadas em jogo.

Mapa Adeus Bolsonaro

Luciana Alberto, do Vem Pra Rua, também considera que o impeachment é uma “questão política”. Nesse sentido, o Vem Pra Rua criou o site Mapa Adeus Bolsonaro, pelo qual é possível saber como votaria cada deputado federal caso um pedido de impeachment fosse pautado hoje: 112 são favoráveis ao impedimento de Bolsonaro, 45 são contra e 355 ainda não se posicionaram.

Pela plataforma, é possível ver a lista de deputados que são contra, a favor ou ainda não se posicionaram por estado da federação. Dos 70 deputados eleitos por São Paulo, por exemplo, 19 são a favor, 44 estão indecisos e sete são contra. São esses últimos: Capitão Augusto (PL), Carla Zambelli (PSL), Eduardo Bolsonaro (PSL), Guiga Peixoto (PSL), Guilherme Derrite (PP), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL) e o pastor Marco Feliciano (Republicanos). 

CONFIRA LOCAIS COM ATOS DO 24J JÁ CONFIRMADOS

Norte
AP - Macapá - Praça da Bandeira | 16h
PA - Altamira - Em frente Celpa/Equatorial | 8h
PA - Belém - Praça da República | 8h
PA - Santarém - Praça São Sebastião | 16h
PA - Bragança - Praça da Bandeira | 8h
RO - Guajará-Mirim - Parque Circuito | 9h
RO - Ji-Paraná – Casa do Papai Noel | 8h30
RO - Porto Velho – Praça  do CEU da zona leste, rua Antônio Fraga Moreira, 8250 | 8h30
RO - Porto Velho – Campo Florestão na Av. Jatuarana | 16h
RR - Boa Vista - Praça Germano Sampaio (Pintolândia) | 9h
TO - Palmas - Posto Trevo (Taquaralto) | 8h

Nordeste
AL - Arapiraca - Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Primavera) | 9h
AL - Delmiro Gouveia - Praça do Coreto | 9h
AL - Maceió - Praça Multieventos - Pajuçara | 9h
AL - Palmeira dos Índios - Praça da Igreja São Cristovão | 9h
AL - União dos Palmares - Rua XV de Novembro (semáforo Globo) | 9h
BA - Feira de Santana - Em frente à Prefeitura | 9h
BA - Ilhéus - Panfletagem ao lado do BIG-Meira no Malhado (entrada na Feira Popular) | 9h
BA - Ilhéus - Caminhada Praça da Irene (Av. Soares Lopes) | 12h30
BA - Itabuna - Jardim do Ó | 9h
BA - Jacobina - Praça Rio Branco | 18h
BA - Paulo Afonso - Igreja N.Sra do Perpétuo Socorro | 9h
BA - Ribeira do Pombal - Praça da Juventude | 17h
BA - Salvador - Campo Grande até Praça Municipal | 10h
BA - Serrinha - Praça Centenário | 9h
CE - Baturité - Praça da Matriz | 8h
CE - Caucaia - Praça da Matriz | 8h
CE - Crateús - Carreata pela cidade | 17h30
CE - Fortaleza - Praça Portugal | 15h
CE - Iguatu - Praça das Crianças | 16h
CE - Itaiçaba – Carro de Som e faixas Mercado Público | 9h
CE - Juazeiro do Norte - Região do Cariri - Rua São Pedro | 8h
CE - Maracanaú – Praça da Estação | 16h
CE - Nova Morada - Praça Eduardo Girão (Girilândia) | 7h30
CE - Quixadá - Praça José de Barros |8h
CE - Pentecoste - Praça do CSU | 17h30
CE - Tianguá - Panfletaço ba Praça dos Eucaliptos | 8h
MA - Imperatriz | Praça de Fátima | 9h
MA - São Luís - Praça Deodoro | 9h
PB - Campina Grande - Praça da Bandeira | 8h30
PB -  Cajazeiras - Ato Público - Praça das Oiticicas | 9h
PB - João Pessoa - Carreata e Caminhada Mercado Publico de Mangabeira, Rumo a Praça da Paz - Bancários | 9h
PB - Patos - Praça João Pessoa (CEPA) | 8h
PB - Sousa -  Caminhada e Carreata Praça Padre Cícero, rumo ao Calçadão no Centro da Cidade | 9h
PE - Arco Verde - Praça da Bandeira | 9h
PE - Bezerros - Anfiteatro atrás da Igreja da Matriz | 9h
PE - Caruaru - (*Aguardando infos) | 9h
PE - Garanhuns - Fonte Luminosa | 9h
PE - Goiania - Inicio do ato na Igreja dos pretos velhos | 7h
PE - Igarassu - Pracinha Saramandaia | 15H
PE - Palmares - Praça Paulo Paranhos | 9h
PE - Petrolândia - Polo e STR | 7h30
PE - Petrolina - Praça da Catedral | 9h
PE - Recife -  Praça do Derby | 10h
PE - Santa Cruz do Capibaribe - Coreto da Av. Padre Zulzinho (Centro) | 14h30
PE - São José do Egito - Ato unificado Sertão do Pajeú na Feira Livre Central | 8h
PE - Serra Talhada - Pátio da Feira | 10h
PE - Vitória de Santo Antão - Em frente ao Banco do Brasil | 9h30
PI - Altos - Praça Cônego Honório | 8h
PI - Piripiri - Praça da Bandeira | 9h
PI - Teresina - Praça Rio Branco (Centro) | 8h
PI - Parnaiba - Av. Pinheiro Machado x Samuel Santos | 16h
PI - Picos - Praça Félix Pacheco (Centro) | 7h30
PI - São Raimundo Nonato - Praça do Relógio
RN - Caicó - Praça de Alimentação | 7h30
RN - Ceará-Mirim – Concentração para carreata na Igreja Matriz | 7h30
RN - Extremoz - Em frente a Câmara Municipal | 15h30 (Ato em 23/07)
RN - João Câmara - Praça Baixa-Verde | 8h
RN - Macau – feira da Praça Central | 8h
RN - Montanhas - Aguardando local | 8h
RN - Mossoró - Praça Arte da Terra até a Praça do Pax | 9h
RN - Natal - Midway | 15h
RN - Pureza - Comunidade de Olho Dágua | 19h (Ato em 31/07)
RN - Pureza - Distrito de Cana Brava - Feira livre| 19h (Ação em 1/08)
RN - Pureza -  Distrito de Bebida Velha | 9h (Ato em 01/08)
SE - Aracaju - Praça do Leite Neto (Av. Hermes Fontes/Palácio do Governo) | 14h

Centro Oeste
DF - Brasília - Museu Nacional | 15h
GO - Cidade de Goiás - Carreata Praça do Chafariz | 9h30
GO - Catalão - Praça Getúlio Vargas | 9h
GO - Goiânia - Praça do Trabalhador | 9h
MS - Aquidauana - Praça dos Estudantes | 9h
MS - Campo Grande - Praça do Rádio | 9h
MS - Corumbá - Praça Central | 9h
MS - Ponta Porã - Minhocão (Antiga Praça Lício Borralho) | 8h
MT - Barra do Garça - Praça Sebastião Jr. | 8h30

Sudeste
ES - Vitória - Praça Jucutuquara (IFES de Vitória) | 14h
MG - Alfenas - Praça Getúlio Vargas | 9h
MG - Araguari - Praça Farid Nader | 8h30
MG - Araxá - Estádio Fausto Alvim | 9h
MG - Barbacena - Praça do Rosário | 10h
MG - Belo Horizonte - Praça da Liberdade | 13h30
MG - Brumadinho - Av. Vigilato Braga esquina com Quintino Bocaiúva | 9h
MG - Betim - Viaduto Jacintão | 8h30
MG - Campo Belo - Pç dos Expedicionários | 10h
MG - Cataguases - Praça Catarina | 8h30
MG - Conselheiro Lafaiete - Prefeitura | 13h
MG - Divinópolis - Rua São Paulo | 09h
MG - Extrema -  Praça Coronel Simeão (em frente à escola Odete Valadares) | 11h
MG - Itabira Rodoviária | 10h
MG - Itajubá – Praça Wenceslau Braz | 10h
MG - Itaúna - Praça da Matriz | 9h
MG - Jampruca - Igreja Católica | 9h
MG - Juiz de Fora - Parque Halfeld | 10h
MG - Lavras – Praça Dr. Augusto Silva | 10h
MG - Mariana - Centro de Convenções | 9h
MG - Muriaé - Antiga Prefeitura | 11h30
MG - Nova Era - Rotatória da Rua Itabira com a Gov. Valadares | 9h
MG - Ouro Preto - Alto da Cruz | 9h30
MG - Passos - Estação Cultura | 16h30
MG - Pirapora - Praça Cariris | 9h30
MG - Poços de Caldas – Estação Cultura | 16h
MG - Ponte Nova - Praça Palmeiras | 9h
MG - Raposos - Praça da Estação | 19h
MG - Ribeirão da Neves - Praça de Neves | 9h30
MG - Santa Bárbara - Praça Leste de Minas | 10h
MG - Santos Dumont – Praça Cesário Alvim | 10h30
MG - São Sebastião do Paraíso - Casa da Cultura |16h
MG - São João del Rei - Praça Matozinhos | 10h
MG - São Lourenço - Praça Brasil | 17h
MG - Serra do Cipó – Pracinha do Cipó | 10h
MG - Sete Lagoas - Praça Tiradentes | 9h
MG - Ribeirão da Neves - Praça de Neves | 9h30
MG - Timóteo - Fundação Aperam | 8h30
MG - Tumiritinga - Praça da Igreja matriz | 9h
MG - Tiradentes – Em frente à Matriz | 9h
MG - Uberaba - Praça Rui Barbosa | 10h30
MG - Uberlândia - Praça Ismene Mendes (Antiga Tubal Vilela) | 9h30
MG - Viçosa - 04 pilastras da UFV | 9h30
MG - Visconde do Rio Branco - Praça 28 de setembro | 10h
RJ - Angra dos Reis - Praça do Papão no Centro | 10h
RJ - Barra Mansa - Concentração em frente ao Bramil |10h30
RJ - Barra do Piraí - Praça Nilo Peçanha | 9h
RJ - Búzios - Praça da Escola Nicomedes (Em frente ao Porto da Barra) | 16h
RJ - Cachoeiras de Macacu - Passeata Praça Duque de Caxias (Caixa Econômica) em direção à Prefeitura | 9h
RJ - Campos - Praça São Salvador | 10h
RJ - Macaé - Praça Veríssimo de Melo | 9h30
RJ - Miguel Pereira - Em frente à Fornemat | 12h
RJ - Nova Friburgo - Praça Getúlio Vargas |  14h
RJ - Nova Iguaçu - Praça Rui Barbosa (Em frente ao Banco do Brasil) | 15h30 (Ato em 23/07)
RJ - Nova Iguaçu - Praça dos Direitos Humanos via Light | 10h
RJ - Paty dos Alferes - Praça do Fórum | 10h
RJ - Petrópolis - Praça da Inconfidência | 11h
RJ - Resende - Mercado Popular | 10h
RJ - Rio das Ostras - Carreata Escola Municipal Cidade Praiana | 8h
RJ - Rio das Ostras - Ato Praça Bangu | 10h
RJ - Rio de Janeiro - Monumento Zumbi | 10h
RJ - São Fidélis - Praça Guilherme Tito de Azevedo | 9h30
RJ - Teresópolis - Carreata na Praça do Sakura | 9h
RJ - Teresópolis - Caminhada Calçada da Fama | 9h
RJ - Três Rios - São Sebastião | 16h
RJ - Valença - Jardim de Cima | 9h30
RJ - Vassouras - Praça Eufrásia Teixeira Leite |10h
SP - Araçatuba - Praça Ruy Barbosa | 10h
SP - Araraquara - Praça Santa Cruz | 10h
SP - Araraquara - Carreata com saída da Praça Scalamandré Sobrinho | 14h
SP - Arujá - Praça Dalila Barbosa | 10h30
SP - Barueri – Ato no Boulevard de Barueri | 13h
SP - Bauru - Passeata Praça Rui Barbosa | 9h
SP - Botucatu - Emílio Pedutti | 15h
SP - Campinas - Largo do Rosário | 10h
SP - Caraguatatuba - Praça Cândido Mota | 15h
SP - Carapicuíba - Cohab II, Feira da Av. Brasil com Escola Edgar de Moura Bitencourt | 10h
SP - Cotia - Praça Joaquim Nunes (ao lado do Cemitério) | 13h
SP - Cunha - Praça do Rosário | 10h
SP - Guaratinguetá - Praça Treze de Maio |10h
SP - Guarulhos - Praça Tereza Cristina | 13h
SP - Ilha Bela - Praça da Mangueira | 15h
SP - Indaiatuba - Av. Francisco de Paula Leite em frente ao Portão 4 SESI | 14h
SP - Itanhaém - Calçadão da Praça Narciso Andrade | 10h
SP - Itapeva - Praça Anchieta | 10h30
SP - Itaquaquecetuba - Praça Padre João Alvares - centro | 10h
SP - Jacareí - Pátio dos Trilhos | 9h30
SP - Jaguariúna - Praça da Matriz | 10h
SP - Jandira - Ato na Estação de Trem de Jandira | 10h
SP - Jundiaí - Em frente à Câmara Municipal | 9h30
SP - Hortolândia - Em frente à delegacia (Pq dos Pinheiros) | 9h
SP - Lençois Paulista - Concha Acústica |15h
SP - Lorena -  Praça Arnolfo Azevedo | 9h
SP - Mairiporã - Praça do Rosário | 10h
SP - Marília - Bicicletada - Praça da Emdurb | 9h
SP - Marília - Na ilha da Galeria Atenas | 10h
SP - Osasco - Largo de Osasco em frente à Estação CPTM | 12h30
SP - Paulínia - Av. José Paulino (em frente a Igreja São Bento) | 9h
SP - Peruibe - Praça Flórida (ao lado do Mc Donald's) - 10h
SP - Pindamonhangaba - Praça 7 de Setembro (Com arrecadação de alimentos e agasalhos) | 9h
SP - Ribeirão Preto - Esplanada Teatro Pedro II | 9h
SP - Salto - Praça XV | 9h30
SP - Santos - Ato Unificado Baixada Santista Pça Independência | 16h
SP - São Bernardo - Praça da Matriz | 10h
SP - São Sebastião - Em frente ao Santander (*Aguardando Infos)
SP - São Carlos - Mercadão | 10h
SP - São José do Rio Preto - Avenida Andaló (em frente à Prefeitura) | 15h
SP - São José dos Campos - Praça Afonso Pena | 9h
SP - São Paulo - Masp | 15h
SP - São Roque - Largo dos Mendes | 10h
SP - Suzano - Rua Emília Barradas Simões, 33 - Cidade Miguel Badra (próximo ao mercado Pacheco) | 10h
SP - Taubaté - Av. do Povo (Bolsão - com arrecadação de alimentos e roupas) | 9h
SP - Ubatuba -Estátua do Caiçara- Trevo | 16h
SP - Valinhos - Prefeitura | 8h
SP - Vinhedo - Praça Sant´Anna |11h
SP - Votuporanga - Concha Acústica |10h

Sul
PR - Antonina - Rua XV de Novembro (próximo a Rodoviária) | 10h
PR - Apucarana - Av. Curitiba | 10h
PR - Cascavel - Em frente a Catedral | 14h30
PR - Curitiba - Praça Santos Andrade | 14h
PR - Dois Vizinhos - Praça Ari Muller |16h
PR - Francisco Beltrão - Praça Central | 9h
PR - Guarapuava - Praça Cleve |10h30
PR - Londrina - Teatro Ouro Verde | 15h
PR - Maringá - Praça Raposo Tavares | 14h
PR - Matinhos - Ato na Rotatória (com arrecadação de alimentos) | 14h
PR - Pinhais - Prefeitura | 15h
PR - Paranaguá - Praça dos Leões (Centro) | 14h
PR - Pontal do Paraná - carreata Pontal do Sul em direção à praia de leste | 10h
PR - Umuarama - Praça Arthur Thomas | 15h
SC - Araranguá - Relógio do Sol | 10h
SC - Balneário Camboriú - Ato Regional - Praça Almirante Tamandaré | 15h
SC - Blumenau - Praça Dr. Blumenau | 15h
SC - Brusque - Ponte Estaiada | 10h
SC - Concórdia - Esquina da Dr. Maruri com calçadão - 15h
SC - Criciúma - Rua da Arquibancada (ao lado do Parque das Nações) | 9h30
SC - Chapecó - Em frente à Catedral | 14h
SC - Florianópolis - Largo da Alfândega | 13h
SC - Garopaba - R. Álvaro E dos Santos | 15h
SC - Jaraguá do Sul - Praça Ângelo Piazera | 9h
SC - Joinville - Praça da Bandeira | 9h30
SC - Lages - Praça João Costa (Calçadão) | 10h
SC - Laguna - Cais do Porto | 9h30
SC- Mafra - em frente aos Correios | 17h30
SC - Rio do Sul - Praça da Catedral | 9h30
SC - São Francisco do Sul - em frente à Igreja Matriz | 14h30
SC - São Miguel do Oeste - Trevo de acesso a Maravilha |10h
SC - Tubarão - Praça da Igreja (Matriz das Oficinas) | 14h
RS - Arroio do Sal - Calçadão | 15h
RS - Campo Bom – Praça João Blos | 10h
RS - Carazinho - Praça Albino Hilebrand | 10h
RS - Cachoeira do Sul - Praça José Bonifácio | 14h

RS -Cachoeirinha – em frente à Caixa Econômica Federal | 10h
RS -Campo Bom – Praça João Blos | 10h
RS - Canela – Parque do Palácio | 15h30
RS - Canoas – Praça do Avião | 10h
RS - Frederico Westphalen – Praça da Matriz | 9h30
RS - Garibaldi – esquina da Buarque com a Independência | 9h30
RS - Gravataí – em frente à Prefeitura | 10h
RS - Igrejinha - em frente à Prefeitura | 9h
RS - Lajeado – Parque dos Dick | 15h
RS - Novo Hamburgo - Praça do Imigrante (Centro) | 10h
RS - Osório – Rua Marechal Floriano ao lado da Igreja | 10h
RS - Palmeira das Missões – Largo Alfredo Westphalen | 9h
RS - Passo Fundo – Praça da Mãe | 15h
RS - Porto Alegre – Largo Glênio Peres | 15h
RS - Santa Cruz do Sul - Praça da Bandeira | 15h
RS - Santa Maria – Praça Saldanha Marinho | 13h30
RS - Sapucaia do Sul – Calçadão | 13h
RS - São Francisco de Paula - em frente ao Banrisul na Avenida Julio de Castilhos | 10h
RS - Rio Grande - Largo Dr. Pio | 11h
RS - Uruguaiana - Parcão | 14h

Atos no Exterior

Alemanha
Frankfurt - Römerberg | 16h (horário local)
Munique - Odeonsplatz | 16h a 17h30 (horário local)
Berlim - Parizer Platz | 10h20 (horário local)
Colônia - Am Heumarkt | 15h30 (horário local)
Freiburg im Breisgau - Augustinerplatz 13h a 16h (horário local). Ato e show musical

Áustria
Viena - Stephansplatz | 11h ( horário local)

Bélgica
Bruxelas - Rond-Point Robert Schulman |15h ( horário local)

Canadá
Québec - Parlement – Assemblée Nationale du Québec | 10h (horário local)
Montreal - Monument à George-Étienne Cartier | 15h (horário local)
Toronto  - City Hall| | 15h (horário local)
Vancouver - Vancouver Art Gallery North Plaza |13h30 (horário local)

Espanha
Barcelona - Font de Canalets (La Rambla) | 19h (horário local)
Espanha - Salamanca - Plaza Mayor | 12h

EUA
Nova York - Union Square | 16h (horário local)
Los Angeles - Grand Park (lado do playground) | 11h (horário local)
Washington DC - National Mall – 3rd St &Madison Dr NW | 10h (horário local)
Boston - Estação de metrô Park St. | 13h (horário local)
Newark - Ferry St&Wilson St – Ironbound | 12h (horário local)
Peer de Deerfield Beach - FL| 13h (horário local, ato no domingo 25J)

França
Paris - Place de la République | 17h (horário local)

Holanda
Haia - Plein (ao lado do Binnenhof) | 16h (horário local)

Irlanda
Dublin - Iveagh Gardens | 9h30h (horário local)
Cork - Grand Parade in front of the Library | 14h (horário local)

Italia
Bologna - Parco Cevenini Via Biancolelli, 45 Borgo Panigole | 20h (horário local)

México
Cidade do México - Plaza Central – Zócalo | 17h (horário local)

Portugal
Lisboa - Rossio (Praça D. Pedro IV) | 18h (horário local)
Braga - Praça da República (frente ao chafariz) | 18h
Coimbra - Praça 8 de Maio, 3000-300 | 12h30 (horário local)
Porto - Centro Português de Fotografia | 16h30 (horário local)
Porto - Av dos Aliados|18h (horário local)

Inglaterra 

Londres - Embaixada Brasileira | 13h (horário local)
Londres - Parliament Square (estátua de Nelson Mandela) na marcha "Reclaim Pride" | 13h (horário local) 
Londres - na Embaixada do Brasil em Londres | 15h (horário local)

República Tcheca
Praga - Václavské Náměstí | 14h (horário local)

Suíça
Genebra - Perle du Lac| 16h30 ( horário local)
Helvetiaplaz | 14h (horário local)


Voltar


Comente sobre essa publicação...