Semana On

Terça-Feira 07.dez.2021

Ano X - Nº 470

Campo Grande

Reforma vai modernizar e preparar Centro de Convenções para atrair grandes eventos

Expectativa é que o espaço consiga atrair ainda mais eventos, entre eles os voltados ao turismo de negócios

Postado em 30 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo vai receber uma reforma no valor de R$ 5 milhões, financiada pelo governo do Estado, com o objetivo de tornar o espaço mais moderno, dispondo de todas as medidas de acessibilidade. A expectativa é que o espaço consiga atrair ainda mais eventos, entre eles os voltados ao turismo de negócios.

“Se trata de uma obra fundamental, em um local que faz parte da história do Estado e agora vai dispor de uma revitalização para se tornar um espaço moderno, se mantendo na vanguarda. Trata-se de uma obra arquitetônica de destaque”, afirmou o diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS (Fundtur), Bruno Wendling.

O diretor destacou que será feita a revitalização do prédio, com a adequação dos espaços para acessibilidade, reforma na parte de iluminação, sonorização e também na instalação de câmeras de segurança, com foco no auditório principal, o "Manoel de Barros". 

“Os trabalhos vão ser na parte interna do prédio e com estas mudanças o local vai conseguir atrair ainda mais eventos, principalmente aqueles voltados ao turismo de negócios, como congressos”, ressaltou Wendling.

O espaço está praticamente sem funcionamento em função da pandemia do coronavírus e vai ficar fechado a partir do segundo semestre, justamente quando devem começar as primeiras intervenções para reforma. “Antes da pandemia o movimento era constante, com eventos de turismo, negócios, além de peças teatrais e shows musicais, mas reduziu em função das restrições”.

Referência

Inaugurado em 1994, o então Palácio Popular da Cultura se tornou referência no Estado para realização de eventos no setor de turismo, cultura e empresarial. A partir do ano 2000 passou a ser chamar Centro de Convenções – Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em homenagem ao arquiteto criador da obra.

O espaço conta com quatro auditórios, dispondo da capacidade total de 1.483 lugares, em uma área de 1726 m² para exposições, eventos e feiras, além de restaurante, lanchonete, sala VIP, sala de imprensa e ambulatório para emergências médicas. Vinculado a Fundtur, o espaço já recebeu inúmeros shows, espetáculos, congressos e eventos regionais, nacionais e internacionais.

A reforma do Centro de Convenções está dentro do pacote de obras lançado pelo governador Reinaldo Azambuja, que prevê o investimento de R$ 18, 6 milhões para revitalização do patrimônio cultural do Estado. Estas ações fazem parte do programa “Retomada MS”, que comporta uma série de medidas de apoio aos setores que foram mais atingidos durante a pandemia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...