Semana On

Domingo 23.jan.2022

Ano X - Nº 475

Mato Grosso do Sul

Média móvel de novos casos de Covid sobe e reforça alerta de cuidados

MS é destaque nacional na transparência da vacinação contra covid-19

Postado em 25 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mais 2.130 novos casos de Covid-19 foram confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (25), elevando para 1.333 a média de positividade diária nos últimos 7 dias. A ligeira elevação do indicador nas últimas 24 horas acende alerta para a manutenção das medidas preventivas por parte da população. 

“Nós estamos tendo um aumento de ontem pra hoje com a média móvel de 1.333. Com 2.130 casos, realmente teremos médias móveis altas mesmo. A circulação viral ainda está grande em Mato Grosso do Sul” alertou a secretária adjunta da SES, Crhistinne Maymone. 

Os cinco municípios que mais acumulam novos casos confirmados são: Campo Grande (+1.201), Dourados (+88), Três Lagoas (+54), Aquidauana (+47) e Ivinhema (+46). 

Ainda assim, o indicador da taxa de contágio apresenta sinais de melhora, ao que o secretário de saúde, Geraldo Resende atribui as medidas restritivas. 

“A nossa taxa de contágio começa a decrescer, pelo menos, com uma semana. Sinal que as medidas restritivas tão combatidas por alguns, deram certo. Poderíamos ter um decréscimo mais acentuado, mas tivemos esse decréscimo, mesmo de pequena monta significa tantas vidas que foram salvas. Hoje a taxa de contágio é de 1.03, ou seja, cada 100 contamina 103”, afirmou.

Dos 14.980 casos ativos em Mato Grosso do Sul, 13.968 estão em isolamento domiciliar. São 1.012 pacientes hospitalizados em leitos clínicos (476) e unidade de terapia intensiva (536). 

As taxas de ocupação de leitos está abaixo dos 100% em todas as macrorregiões, ainda assim com índices elevados: Campo Grande (99%), Dourados (91%), Três Lagoas (95%) e Corumbá (96%). 

Mais 41 mortes foram registradas em Mato Grosso do Sul. Os municípios de residência dos pacientes que tiveram o quadro agravado com evolução para óbito são: Campo Grande (+24), Ponta Porã (+4), Aquidauana (+2) e Dourados (+2). Aparecida do Taboado, Camapuã, Corumbá, Douradina, Maracaju, Nova Andradina, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas tiveram um óbito cada. 

A média móvel indica que diariamente 39,3 pacientes não resistiram à doença na última semana. Do início da pandemia até esta sexta-feira foram 7.993 mortes registradas no Estado.

Confira o detalhamento do boletim epidemiológico desta sexta-feira, 25 de junho aqui

MS é destaque nacional

Além de liderar o ranking nacional de vacinação contra Covid-19, Mato Grosso do Sul também é destaque na transparência da divulgação dos dados sobre a imunização, sendo classificado no nível “ótimo”, em pesquisa realizada por professores da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e UDESC (Universidade Estadual de Santa Catarina).

Esta pesquisa se trata de um levantamento sobre a transparência do processo de vacinação dos estados, por meio do ITVC-19 (Índice de Transparência da Vacinação contra a Covid-19).  São levados em conta a divulgação de 10 itens sobre a imunização, para se chegar a pontuação e nível de cada estado.

Mato Grosso do Sul conseguiu 96 pontos, o que o coloca no nível “alto”, considerado ótimo na transparência dos dados. Em nove categorias tivemos a nota máxima, entre elas as informações sobre: doses disponíveis, idade e faixa etária, população alvo, tipos de dose, tipo de vacina, localização, visualização, formato aberto e série histórica.

O ITVC-19 adotou uma escala de 0 a 100 pontos. Os níveis foram definidos nas categorias opaco (0 – 19), baixo (20 – 39), médio (40-59), bom (60-79) e alto (80-100). Esta classificação coloca Mato Grosso do Sul na melhor classificação do levantamento.  

A pesquisa é conduzida pelos professores Fabiano Maury Raupp (UDESC) e Ana Rita Silva Sacramento (UFBA). O levantamento é semanal e está na  8° edição. Esta última atualização será divulgada nesta sexta-feira (25), nas redes sociais do Observatório de Finanças Públicas (OFiP).

Ampla divulgação

Desde o início da vacinação em Mato Grosso do Sul, o governo do Estado se preparou para divulgar de forma ágil e dinâmica os dados sobre a imunização, por meio do portal do governo do Estado e da Secretaria Estadual de Saúde (SES), e também se criou um canal específico para estes dados, que é o “Vacinômetro”.

No Vacinômetro são apresentados os dados atualizados sobre a vacinação no Estado, com os números sobre aplicação de doses na população, quantas já foram enviadas pelo Ministério da Saúde, assim como os percentuais da população em geral e público-alvo da imunização.

Desta maneira o Estado consegue ser mais uma vez referência e destaque nacional na vacinação do Brasil, já estando desde o começo do processo nas primeiras colocações do ranking nacional de aplicação de vacinas e também na distribuição das doses aos municípios, que em Mato Grosso do Sul é feito em até 12 horas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...