Semana On

Sexta-Feira 30.jul.2021

Ano IX - Nº 454

Mato Grosso do Sul

Com cobertura em 40,06%, campanha de vacinação contra a Influenza continua em Mato Grosso do Sul

A estimativa é vacinar 90% de 1.082.046 de pessoas que compões os públicos prioritários até o final da campanha

Postado em 24 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) realiza a campanha de vacinação contra a Influenza até 09 de julho. A estimativa é vacinar 90% de 1.082.046 de pessoas que compões os públicos prioritários até o final da campanha. Mato Grosso do Sul até o momento atingiu 40,06% de cobertura vacinal, com 460.961 doses aplicadas.

Dos grupos prioritários, Mato Grosso do Sul vacinou até 66,8% das crianças, 43,7% dos idosos, 52,8% dos indígenas, 53,7% trabalhadores de Saúde, 42,1% das gestantes e 44,8% das puérperas.

A Secretaria de Estado de Saúde distribuiu aos municípios 1.287.200 doses da vacina contra Influenza.

A campanha começou em 12 de abril e foi dividida em três fases. A primeira fase foram vacinados crianças, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há pouco tempo), indígenas e trabalhadores de saúde. Na segunda fase foram vacinados pessoas com mais de 60 anos e professores. A terceira fase iniciou em 9 de junho vacinando indivíduos com comorbidades ou deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores do sistema rodoviário e portuário, forças de segurança e das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas.

Como a campanha de vacinação contra influenza é simultânea com a imunização contra COVID-19, a recomendação é que seja priorizada a administração da vacina COVID- 19, para pessoas contempladas no grupo prioritário para a influenza e que ainda não foram vacinadas contra a COVID-19. Nestas situações, deve-se agendar a vacina influenza, respeitando o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...