Semana On

Sexta-Feira 22.out.2021

Ano X - Nº 464

Coluna

Vinho quente: aprenda umas das receitas tradicionais dos festejos juninos

A bebida pode ser utilizada como forma de celebrar as festas em mais um São João sem aglomerações por conta da covid-19

Postado em 23 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Trazemos hoje uma receita milenar na Europa e tradicional neste período do ano no Brasil. A cozinheira Letícia Massula ensina a prepara o vinho quente, também chamado como quentão em algumas regiões do país. 

Letícia Massula afirma que os gregos já tinham o habito de aquecer e juntar especiarias aos vinhos que estavam para se perder, e que no Império Romano era comum consumir a bebida no inverno para se aquecer.

Ao mesmo tempo, a cozinheira destaca que os romanos também aproveitavam os vinhos considerados como ruins, juntando mel e especiarias na bebida aquecida para conquistar novos paladares. 

A presença do vinho quente na cultura brasileira se deve ao processo de colonização portuguesa, sendo adotado para as comemorações juninas, época de inverno no nosso país.

Ingredientes

- 1 garrafa de vinho tinto
- ¾ de xicara de açúcar 
- 6 cravos
- 1 pedaço de canela em pau
- 1 cardamomo
- casca de uma laranja
- 1 ou duas maças em cubinhos

Modo de fazer:

Derreta o açúcar em uma panela grossa com as especiarias para soltar gosto. Quando virar um caramelo, junte o vinho, deixe ferver, derreter o açúcar caramelizado e evaporar o álcool.

Junte a casca de laranja e os cubinhos de maçã, deixe levantar fervura novamente e apague. A bebida está pronta e deve ser servida quente. 

Rendimento: cerca de 700ml de vinho quente
Tempo de preparo: cerca 20 minutos

Dicas

- A história do vinho quente remete a vinhos não muito bons, já que a gente vai juntar açúcar e especiarias e cozinhar. Mas não é necessário seguir à risca e utilizar um vinho que você não tomaria puro;  

- Casca da laranja é um item que muita gente joga fora, mas que rende varias receitas – especialmente se forem laranjas do tipo caipira, com a casca mais grossa. Você pode usar as raspinhas no açúcar ou sal ou azeite para aromatizar, secar e usar pra chás, ou retirar a parte branca e laminar fininha pra cozinhar em calda de açúcar;

- Mix de especiarias: você pode fazer o seu próprio mix de especiarias, escolhendo suas prediletas. O mais tradicional é cravo e canela.

Para saber mais receitas incríveis como essa, acesse o site Cozinha da Matilde da cozinheira Letícia Massula.


Voltar


Comente sobre essa publicação...