Semana On

Quinta-Feira 11.ago.2022

Ano X - Nº 499

Mato Grosso do Sul

Contra desabastecimento no HRMS, Geraldo Resende destaca ações para compra de medicamentos

Segundo o secretário, alguns remédios estão em falta em todo o mundo

Postado em 22 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que o Estado está tomando todas as ações necessárias para que não ocorra desabastecimento de medicamentos e insumos no hospital regional de Mato Grosso do Sul e nos Hospitais do Estado.

“Nunca deixamos de suprir o Hospital Regional em todos os insumos. Os medicamentos que estão em falta estão em falta em todo o Brasil e também no mundo, não só no Hospital Regional e nem em campo Grande. Mas há um desabastecimento mundial de certos medicamentos”, destacou.

Sobre os medicamentos, o secretário Geraldo Resende explicou que foi feita diversas licitações para aquisições, entretanto não aparecem empresas interessadas em concorrer no processo licitatório. “As licitações estão dando desertas, que é quando não há interessados. Devido ao desabastecimento mundial, certos medicamentos tiveram aumentos estratosféricos em seus preços”, disse.

O secretário de Estado de Saúde continuou pontuando que está sendo feito todo o esforço dentro do possível para que todos recebam o tratamento adequado de Saúde em Mato Grosso do Sul. “Continuamos trabalhando, como sempre fizemos, para que não falte nada a ninguém, não só no Hospital regional, mas também nos hospitais do interior. Estamos nos dedicando de forma incansável para que não falte nenhum medicamento aos pacientes que comprometam o suporte a vida”, disse. 


Voltar


Comente sobre essa publicação...