Semana On

Sábado 24.jul.2021

Ano IX - Nº 453

Cultura e Entretenimento

Operária da arte de viver mil vidas em uma só

Andrea Freire lança Podcast em memória de Glauce Rocha e José Octávio Guizzo

Postado em 16 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O podcast GLAUCE ROCHA - ATRIZ - MULHER - GUERREIRA, criado e narrado por Andréa Freire traz fragmentos do livro publicado por José Octávio Guizzo após 17 anos de pesquisa sobre a vida de uma das mais importantes atrizes brasileiras, a campo-grandense Glauce Rocha.

Dividido em 4 episódios, o podcast, na voz da atriz Andréa Freire, narra aspectos singulares da vida e da arte vivida no teatro, no cinema e na televisão brasileira pela atriz Glauce Rocha.

A produção foi fundamentada no livro de José Octávio Guizzo, advogado, jornalista e pesquisador da cultura regional, primeiro presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. O livro foi publicado pelas editoras HUCITEC e UFMS e lançado em 1996, alguns anos após o falecimento do autor.

Glauce nasceu em 1930 e faleceu em 1971. Foi atriz de 55 peças de teatro, 8 dublagens, 27 filmes, 64 novelas e apresentações na tv brasileira.

A narrativa de Andréa Freire foi estruturada em sequências alternadas, saltando no tempo e no espaço, mergulhando com profundidade e sentido poético no cotidiano surpreendente da mulher – atriz – guerreira – operária da arte de viver mil vidas em uma só.

O podcast foi idealizado, roteirizado e apresentado por ela:

“Eu ganhei de presente da jornalista Rose Rodrigues o livro do Guizzo. Na hora meu coração disparou, intuia que estava diante de um tesouro. Isso foi em 2016. Neste ano, com a pandemia revirando as nossas vidas ao avesso, eu resolvi pegar o livro. Li e fiquei completamente tomada de emoção pela história desses dois personagens: Glauce Rocha e José Otávio Guizzo.

Com o edital da Lei Aldir Blanc lançado pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul eu tive a inspiração de fazer essa narrativa na forma de um podcast.

Conversei com a Daniela e a Marta Guizzo, filha e a esposa do autor e elas toparam na hora.”

Cada episódio considera a narrativa cinematográfica proposta pelo escritor do livro e aborda aspectos não lineares e não cronológicos do universo da atriz, dando uma visão surpreendente de sua extraordinaria trajetória, desde o nascimento até seus últimos dias. Sua força e fragilidade, o talento à flor da pele, a militância em defesa da liberdade de expressão e dos valores democráticos nos anos de repressão, o grito de revolta contra as diferenças sociais e a censura, a proclamação do desejo de viver livre. Sua fustração com a maternidade, as injustiças que se abateram sobre ela, as contradições, as dificuldades na profissão que a arrastaram à morte.

“A idéia do podcast é revelar de novo, sempre e novamente, o trabalho do Guizzo sobre a atriz, sua pesquisa, sua época, suas palavras e expressões. Esses dois personagens merecem a nossa memória sempre, são importantes demais para a cultura brasileira, exemplos de humanidade e seres humanos incondicionalmente dedicados à arte.”

Daniella Guizzo, filha do autor, se expressou nas redes sociais destacando o cuidado e carinho com a obra do pai.

Também Gilberto Rocha, sobrinho de Glauce, em mensagem disse: “Que coisa fantástica esse podcast! Vou divulgar na minha família pra que a gente possa rememorar também e muita coisa que a gente não sabia e é relatado ali...me lembro do José Octávio Guizzo conversando com a minha mãe sobre a história da tia Glauce, ficavam duas, três horas conversando e minha mãe passando pra ele tudo que ela tinha, os recortes de jornais, revistas, fotos...e agora a gente vê aí esse resultado maravilhoso, no trabalho belíssimo da Andréa nesse podcast”.

O podcast está disponível no canal da Marruá Arte e Cultura no Youtube, https://bit.ly/podcastglaucerocha.

E é uma apresentação artística com realização do Governo do Estado de MS por meio de sua Fundação de Cultura, proveniente da Lei Federal de Emergência Cultural n. 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc.


Voltar


Comente sobre essa publicação...