Semana On

Sexta-Feira 17.set.2021

Ano X - Nº 460

Campo Grande

Áreas de convívio do novo Parque dos Poderes contarão com totem refrescante à academia

‘O Parque é mais do que o centro das decisões políticas, é um local de lazer e de esporte para a população’, disse o secretário Eduardo Riedel

Postado em 15 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Teve início a reforma do Parque dos Poderes, uma demanda já antiga da população campo-grandense. Entre os destaques da obra estão a construção de diversos pontos de uso coletivo com o objetivo de fornecer principalmente bem-estar, segurança e saúde aos usuários.

De acordo com a Diretoria de Empreendimentos de Infraestrutura Urbana da Secretaria de Infraestrutura do Governo do Estado (Deiurb/Seinfra), no local estão previstas as construções de oito espaços de convívio, com bancos personalizados em áreas arborizadas; os pontos de ônibus receberão uma atenção especial, em grande parte, com cobertura, iluminação de led – via placa solar, espaço para publicidade, etc.  

Toda obra em si, segundo avalia o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, é fundamental porque atende os interesses da população. “O Parque é mais do que o centro das decisões políticas, é um local de lazer e de esporte, é um local familiar, e tradicional, então essa reforma, depois de quase 40 anos, é um atendimento, um sonho que se torna realidade”, salientou.

Além disso, no novo Parque dos Poderes estarão distribuídas três estações de ginástica, com totem refresque-se, atendendo já a um pedido da comunidade que pratica esporte no local. E, para que o parque se mantenha sempre limpo, 70 lixeiras serão distribuídas.

Próximo ao Corpo de Bombeiros, deve ser implantado o Espaço Múltiplo Uso, uma estrutura completa com bebedouro para pets, banheiros com acessibilidade, quiosque, compressor de ar para os pneus de bicicletas e porta-volumes.

Um sonho próximo da realidade

A publicitária Kelly Souza, de 38 anos, é usuária assídua do Parque dos Poderes para a prática de esporte. “Sempre pratiquei esportes desde pequena, quando torci meu tornozelo fiquei um ano parada e logo veio as crises de ansiedade. Assim o meu médico disse que eu precisava voltar urgente a praticar esportes. Correr acabou que se tornou um vício ótimo para minha vida, ela é a minha válvula de escape. Quando estou cansada eu corro, quando estou ansiosa eu corro chegar no final de um treino é a sensação mais prazerosa que existe. Eu amo correr e espero conseguir fazer a minha primeira maratona esse ano. “

Para esse vício positivo, ela usa o Parque dos Poderes e está ansiosa pela reforma. “Eu fiquei sabendo da reforma e acho muito necessário por causa das atuais condições do asfalto. Já vi muitas pessoas caindo e eu inclusive já cai duas vezes correndo. Durante a semana tem muitos grupos de corrida e atletas que vão treinar lá, alguns pontos são escuros por isso tem que ter muita atenção e não ir sozinha sempre em grupo”.

Ela comemora: “No final de semana sempre fecha o parque dos poderes para os carros não passar é a melhor  coisa que fizeram, pois o parque não é só dos atletas é também dos pais que levam seu filhos, dos amigos que apenas vão passear pra tomar tereré. O parque revitalizado é um presente para todos nós que vivemos de alguma forma lá”.

Nova estrutura

A primeira reforma da história do Parque vai dispor de uma restauração funcional do pavimento, drenagem das águas pluviais, urbanização do local e implantação de ciclovias, com acessibilidade para as calçadas.

O recapeamento será de 110 mil m² de ruas, com 4 quilômetros de pista de caminhada e corrida, assim como 4,2 quilômetros de ciclovia no canteiro central. Ainda estão incluídas três estações de ginástica, 70 bancos de descanso, paisagismo e todas as medidas e normas de acessibilidade.

O projeto também conta com a reforma dos estacionamentos, lixeiras e instalação de novos pontos de ônibus (41 pontos no total, sendo 35 cobertos e 6 sem cobertura) para dar melhores condições aos servidores que utilizam o transporte coletivo.

O Parque também terá um centro de apoio às pessoas que frequentam o local, como banheiros masculinos, femininos e adaptados para as pessoas com deficiência. A sede dos poderes recebe muitas famílias e pessoas para atividades esportivas, além de ter vegetação nativa e a presença de animais silvestres.


Voltar


Comente sobre essa publicação...