Semana On

Sexta-Feira 17.set.2021

Ano X - Nº 460

Legislativo

‘Está acontecendo uma revolução no Centro-Oeste’, destaca presidente na ALEMS

Paulo Corrêa destacou que obra facilitará escoamento da produção

Postado em 08 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Foi autorizado no último dia 7 o início das obras de pavimentação em duas rodovias de Sidrolândia, a MS-258, entre o distritos de Capão Seco (Sidrolândia) e Anhanduí (Campo Grande) e a MS-162, entre Sidrolândia e Maracaju. O evento teve a participação do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Paulo Corrêa (PSDB), acompanhado dos deputados Barbosinha (DEM) e Gerson Claro (PP). 

Paulo Corrêa destacou que a obra vai beneficiar o escoamento da produção agrícola da região e ainda vai ligar à Rota Bioceânica, obra que fará integração Brasil e Chile, criando uma nova rota de exportação que reduzirá tempo e custos do transporte de cargas aos países asiáticos, por meio do Oceano Pacífico. 

“O que a gente tá vendo é uma revolução acontecendo no Centro-Oeste, já com três portos em Porto Murtinho e está sendo estudado mais dois portos a serem lançados no atual governo, que ainda tem feito toda uma adaptação para fazer uma ponte para ligar o Brasil dando continuidade à rota ao Chile. Isso vai mudar completamente o agronegócio, que sem logística não é nada. Fazer esse planejamento direito, com a competência que tem sido feita, nos deixa muito feliz. Por isso estou dizendo muito obrigado ao Governo do Estado, porque é importante para o desenvolvimento daqui e cada vez mais gente vai valorizar as escalas de produção. Falta estrada e caminho”, explicou o presidente Paulo Corrêa. 

A cerimônia de assinatura das ordens de serviço foi realizada no entroncamento da MS-455 (Capão Seco) com a BR-163. Segundo a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), a obra de implantação e pavimentação asfáltica na MS-258, entre Capão Seco e Anhanduí, terá extensão de 21,817 km e investimento de R$ 27,9 milhões. Já a obra de pavimento e drenagem na MS-162 (Lote1), no trecho entre Sidrolândia e Maracaju, terá extensão de 40,540 km e investimento de R$ 28,7 milhões.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) explicou que além de garantir o escoamento da produção, a obra de infraestrutura proporciona melhorias no tráfego nas regiões, atração de investimentos, expansão do turismo e qualidade de vida à população.


Voltar


Comente sobre essa publicação...