Semana On

Segunda-Feira 14.jun.2021

Ano IX - Nº 447

Campo Grande

Com investimento de R$ 18,9 milhões, governo dá início a obra de revitalização do Parque dos Poderes

Reforma vai ser entregue no ano que e vem, quando o Parque dos Poderes vai completar 40 anos

Postado em 02 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Para realizar a primeira reforma e revitalização da história do Parque dos Poderes, o governador Reinaldo Azambuja assinou a ordem de serviço para início das obras. O projeto orçado em R$ 18,9 milhões tem a previsão de ser concluído em um prazo de 540 dias.

Durante a solenidade o governador destacou que a obra será possível porque o Estado tem capacidade de investir. Ainda ponderou que para a construção do projeto as pessoas que frequentam o local foram ouvidas.

“Pedimos opiniões e ouvimos a todos. O projeto não foi construído por nós e sim com as ideias das pessoas. Ele vai dispor de ciclovias, pistas de caminhadas, vai ligar a Avenida Mato Grosso à Afonso Pena, além de áreas de lazer, sanitários, chuveiros. É muito importante revitalizar os locais públicos”, afirmou o governador.

Reinaldo Azambuja citou que o Parque dos Poderes é um “patrimônio de Mato Grosso do Sul” e a revitalização será importante para a comunidade. “Era uma obra sonhada há muito tempo, agora o nosso pedido é que os trabalhos sejam acelerados, para que possamos entregar em breve”.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, lembrou que a obra de reforma vai ser entregue no ano que e vem, quando o Parque dos Poderes vai completar 40 anos. “Toda revitalização tem o objetivo de garantir às pessoas melhor qualidade para quem trabalha aqui, e aos usuários um local adequado para prática de esportes, em uma obra absolutamente sustentável”.

O deputado federal Beto Pereira elogiou a escolha do governador por revitalizar o espaço. "É um local que foi acolhido pela população. Fazer uma intervenção depois de 40 anos no Parque é fazer justiça para aqueles que são usuários, sejam os que utilizam o espaço para trabalho, convívio ou prática esportiva". Já o deputado estadual, Herculano Borges, ressaltou que o governo ouviu as pessoas  antes de fazer o projeto. "Quem ouve mais, erra menos". 

A obra foi lançada pelo governador em dezembro do ano passado, com a intenção de revitalizar a sede dos poderes estaduais, após quase quatro décadas após sua criação do complexo que reúne os prédios dos  poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público Estadual. A Engepar Engenharia e Participações foi a vencedora da licitação e será a responsável por conduzir os trabalhos.

Revitalização do espaço

A obra vai dispor de uma restauração funcional do pavimento, drenagem das águas pluviais, urbanização do local e implantação de ciclovias, com acessibilidade para as calçadas. O recapeamento será de 110 mil m² de ruas, com 4 quilômetros de pista de caminhada e corrida, assim como 4,2 quilômetros de ciclovia no canteiro central.

Ainda estão incluídas três estações de ginástica, 70 bancos de descanso, paisagismo e todas as medidas e normas de acessibilidade. O projeto também conta com a reforma dos estacionamentos, lixeiras e instalação de 41 abrigos nos pontos de ônibus para dar melhores condições aos servidores que utilizam o transporte coletivo.  

Com a revitalização, o Parque dos Poderes vai dispor de centro de apoio às pessoas que frequentam o local, como banheiros masculinos, femininos e adaptados para as pessoas com deficiência. O local recebe muitas famílias e pessoas para atividades esportivas, além de ter vegetação nativa e a presença de animais silvestres.

Além do governador, participaram da solenidade os secretários Eduardo Riedel (Infraestrutura), Sérgio de Paula (Casa Civil), Sérgio Murilo (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Semagro), João Cesar Mattogrosso (Cidadania e Cultura), o secretário-adjunto de Infraestrutura, Pedro Caravina, o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, o deputado federal Beto Pereira, o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, o deputado estadual Herculano Borges e o diretor-presidente da Funesp, Claudinho Serra.


Voltar


Comente sobre essa publicação...