Semana On

Quinta-Feira 24.jun.2021

Ano IX - Nº 448

Campo Grande

Prefeitura abre licitação para recapeamento, ciclovia e estações de embarque na Calógeras

As intervenções vão transformar a Calógeras num dos eixos do Corredor Sul do transporte coletivo

Postado em 01 de Junho de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande abriu licitação para contratar obras de drenagem, recapeamento e construção de 1.540 metros de ciclovia na Avenida Calógeras. As propostas deverão ser entregues até o próximo dia 5 de julho. As intervenções vão transformar a Calógeras num dos eixos do Corredor Sul do transporte coletivo, ligação do centro da cidade com o Terminal Morenão, previsto no projeto de mobilidade urbana.

Estão programados 3,5 km de recapeamento, da Avenida Mato Grosso até a confluência das avenidas Salgado Filho e Costa e Silva, além de 2.631 metros de drenagem que eliminarão pontos de alagamento.

O projeto contempla ainda implantação de 5 estações de embarque e desembarque de ônibus, sinalização semafórica sincronizada e 1.540 metros de ciclovia, entre as avenidas Afonso Pena e Costa e Silva. Os ciclistas poderão trafegar com mais segurança desde o Aeroporto Internacional, pela ciclovia da Avenida Duque de Caxias, prosseguir pela Afonso Pena e no futuro chegar até a entrada das Moreninhas, com a ciclovia projetada para a Avenida Costa e Silva que se conectará com a existente na Gury Marques.

Outros corredores

Os corredores de transporte estão previstos no plano municipal de mobilidade urbana, em vigor desde 2015.  São 69 quilômetros de pistas exclusivas para os ônibus trafegarem entre os terminais Guaicurus, Morenão (Região Sul da cidade), General Osório e Nova Bahia (Região Norte), passando pelo Centro da cidade. O Corredor Sudoeste, liga os terminais Aero Rancho e Bandeirantes a área central da capital.

Segundo os técnicos da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, com as pistas exclusivas, os ônibus deixam de disputar espaço no trânsito com os demais veículos, com isto a expectativa é aumentar em até 62% a velocidade média (de 16 para 25 km/h) dos coletivos. O resultado será tempo de espera menor para o usuário, sem necessidade de aumentar a frota, o que encarece o custo final da tarifa.

A Rua Bahia, primeira etapa do Corredor Norte já está recapeada, entre as avenidas Afonso Pena e Coronel Antonino. O Corredor Norte vai ligar o Centro da cidade, a partir do cruzamento com a Avenida Afonso Pena, aos terminais General Osório e Nova Bahia.  Com recursos do Avançar Cidades, serão implantados os corredores nas avenidas Coronel Antonino, Cônsul Assaf Trad, ruas Alegrete e 25 de Dezembro. A Avenida Mato Grosso já foi recapeada e deve ter corredor exclusivo para os ônibus.

Em junho serão iniciadas as obras na Rui Barbosa, Corredor Sul bairro/centro, ligação do Terminal Morenão com a Avenida Mato Grosso. O corredor de ônibus será  entre as avenidas Fernando Correia da Costa e a Avenida Mato Grosso.

O projeto prevê novo paisagismo, arborização,  calçadas, câmeras de monitoramento e Wi-Fi no trecho entre a Avenida Afonso Pena e a Rua Cândido Mariano, além do recapeamento dos 7,3  km de extensão que começa perto da Universidade Federal (onde tem o nome de Montese) e termina na confluência com a Avenida Rachid Neder.

Ainda neste ano, será licitado o corredor de ônibus entre os terminais Guaicurus ( avenida Gury Marques) e Morenão ( Avenida Costa e Silva), últimos trechos do Corredor Sul. No corredor sudoeste, ligação com os terminais Aero Rancho e Bandeirantes , já foram recapeadas as ruas Guia Lopes, Brilhante, Avenida Bandeirantes e está em andamento a obra na Avenida Marechal Deodoro.


Voltar


Comente sobre essa publicação...