Semana On

Sexta-Feira 22.out.2021

Ano X - Nº 464

Mato Grosso do Sul

‘Crescimento de empregos formais em MS e sinal de ajuste da economia à pandemia’, afirma Eduardo Riedel

MS abre 4.309 novos empregos com carteira assinada em abril puxado pelo setor de Serviços

Postado em 27 de Maio de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em Mato Grosso do Sul, 4.309 novas vagas de emprego com carteira assinada foram abertas no mês de abril, com destaque para o desempenho do setor de Serviços, que gerou 1.703 vagas. Na Indústria, foram abertas 873 novas vagas e na Agropecuária, 692 vagas a mais.

Os dados estão na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho do mês de Maio, elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) com base nos dados do Caged, divulgados no último dia 26.

Em 12 meses, Mato Grosso do Sul acumula 35.230 novas vagas criadas, sendo 19.998 delas somente neste primeiro quadrimestre de 2021. Em termos de ranking nacional de geração de novos empregos formais o Estado ficou em 9º na criação de novas vagas no mês de abril.

“Este resultado aponta um ajuste na nossa economia a uma nova situação imposta pela pandemia. O crescimento de empregos formais é um sinal desta acomodação”, afirma o secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel.

“Das 4.309 novas vagas abertas em abril, 1.703 foram nesse setor, no qual também temos observado uma grande abertura de novas empresas. Quando nós estratificamos o setor de serviços, observamos o crescimento de quase 400 vagas na área de saúde e vemos que a área de transportes tem se intensificado bastante em função da mudança do perfil, inclusive da distribuição de produtos no Estado”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

O desempenho da Indústria (mais 873 novas vagas) e da Agropecuária (mais 692) também foram destacados pelo secretário. “A gente sempre considera importante o crescimento das contratações na indústria e na agropecuária. Mato Grosso do Sul tem apresentado taxas de crescimento acima do acima do nacional e isso decorre da política de desenvolvimento, da safra recorde, de expansão da agricultura e da consolidação da indústria. Vemos que as ações de política pública têm sido favoráveis ao crescimento, mesmo frente as condições que a pandemia tem apresentado”, acrescenta.

Entre os cinco maiores municípios geradores de postos de trabalho de janeiro a abril de 2021 estão Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Aparecida do Taboado e Chapadão do Sul. “Tivemos a retomada das atividades industriais em alguns desses municípios e isso é fundamental. Na construção civil, que é aonde eu acredito que a gente tem um grande potencial de crescer, tivemos um destaque positivo com a criação de 400 vagas a mais. Com certeza, brevemente, nós também teremos o posicionamento do município de Ribas do Rio Pardo, em função das novas atividades da Suzano”, finalizou Jaime Verruck.


Voltar


Comente sobre essa publicação...