Semana On

Domingo 28.nov.2021

Ano X - Nº 469

Coluna

Os mil falo-motoqueiros

A fraqueza da passeata promovida pelos milicimachos ameaçados

Postado em 26 de Maio de 2021 - Emerson Merhy

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Muitos ficaram impressionados com a exibição do ato, na cidade do Rio de Janeiro, para sob a forma de espetáculo produzir na cabeça de todes a noção de muito poder, muito poder miliciano, muito poder a ponto de colocar qualquer um sob o signo do medo e da submissão.

Porém, agregar mil falo-motoqueiros em um agrupamento para fazer um ato performático desse tipo é a maior moleza em qualquer grande cidade brasileira.

De um tempo para cá, muitos componentes da elite da classe média brasileira vem construindo mecanismos variados de exibicionismo e, dentre eles, muitos homens desse grupo social adoram se exibir como machos, bravos e ameaçadores. Vários são bombados, seja com hormônios e halterofilismo, seja com viagras ou correlatos, para dizerem para o mundo que são incomíveis.

Aliás, sempre desconfiei de quem precisa dizer isso em público. E não é só eu que tem essa desconfiança. Mas, deixa isso para lá.

O que interessa é que juntar mil desses tipos é tão fácil que em vários domingos, em algumas cidades, isso se tornou rotina nas estradas, sempre dando uma sensação de um bando de brochas e covardes que só em bando conseguem latir ameaçando os outres.

No domingo, dia 23 de maio, no Rio de Janeiro, essas situações ficaram bem claras, entretanto com uma marca bem pior, pois era capitaneada pelo capitão-presidente em um momento de grande fragilidade política. E, diga-se de passagem, para alguém desse porte institucional a demonstração foi tão pífia que nem o Viagra deu conta.

Onde já se viu que isso seja demonstração de força real a não ser na construção imaginária de um certo poder de força sobre os outres, que é falso, pois nesse momento para alguém como ele, mostrar poder de fato é só se colocar canhões, metralhadoras, tanques e um exército armado violentando a cidadania, em geral.

Passou longe esse exibicionismo de domingo.

Na noite o panelaço mostrou como é ridículo, nesse momento, a pretensão de se mostrar ameaçador.

Fraqueza foi o sinal do espetáculo que os falo-motoqueiros proporcionaram.


Voltar


Comente sobre essa publicação...