Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 470

Mato Grosso do Sul

Eduardo Riedel: ‘Parceria com o Paraguai promove o desenvolvimento nas fronteiras e torna nosso Estado mais competitivo’

Itaipu Binacional garante a Reinaldo Azambuja licitação da ponte internacional em julho

Postado em 18 de Maio de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em ato com a presença do governador Reinaldo Azambuja, o governo do Paraguai ratificou o compromisso de construção da ponte internacional sobre o Rio Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, acesso vital para a consolidação da Rota Bioceânica Brasil-Chile. O diretor-presidente da Itaipu Binacional paraguaia Manuel Maria Cáceres Cardozo anunciou a licitação do empreendimento para o dia 1º de julho.

“É um dia histórico para Mato Grosso do Sul e para o Paraguai, quando estamos selando um compromisso que foi momentaneamente adiado, mas que agora tem seu cronograma retomado”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja. “Essa ponte proporciona mais do que a integração física, mas a abertura de uma nova rota de circulação de mercadorias e riquezas, além de fomentar o turismo e estreitar nossas relações culturais”, acrescentou.

Reinaldo Azambuja acompanhou a diretoria da Itaipu Binacional e outras autoridades civis e militares até o local onde será construída a ponte internacional, no km 1.036 da Hidrovia do Rio Paraguai, no Barco Tupãsi, onde o governo do Paraguai reafirmou a retomada do processo licitatório da travessia. Para o governador, com o investimento em infraestrutura a região deixará de ser o fim de linha para se transformar no centro da integração latino-americana.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, destacou a importância da iniciativa: “Esta parceria com o Paraguai promove o desenvolvimento nas fronteiras e torna nosso Estado mais competitivo”.

Abraço dos dois países

O diretor-presidente da Itaipu binacional, Manuel Maria Cáceres Cardozo, declarou que o governo paraguaio veio à fronteira para concretizar o acordo com o Brasil, que está construindo outra ponte sobre o Rio Paraná, em Foz do Iguaçu (PR), e assim materializando o processo de edificação da travessia sobre o Rio Paraguai. “Estamos aqui para reafirmar o compromisso do Paraguai, a ponte abraça os dois países e seremos o centro da integração”, disse.

Cáceres destacou que a retomada do projeto da ponte e o avanço da obra de pavimentação asfáltica da rodovia que corta o chaco Paraguai até a fronteira com a Argentina – um dos troncos da Rota Biceânica – são indicativos claros do compromisso do Paraguai com a integração latina e, sobretudo, com o Brasil e Mato Grosso do Sul. Ele anunciou, no ato em pleno Rio Paraguai, que a obra da ponte deverá ter início em princípios de 2022.

Presente ao evento, o engenheiro responsável pela obra, Panfilo Benites, informou que o projeto executivo já foi concluído. A ponte terá extensão de 1.300 metros, com um vão de 360 metros sobre o rio uma altura de 22 metro. Calculada para suportar grande tráfego de caminhões bitrens, a estrutura terá pista dupla e acesso para pedestres. Concluído o processo licitatório, até o fim do ano, a obra será iniciada na sequência, com duração de 33 meses, ao custo de US$ 84 milhões.

Ponte já é realidade

Para o secretário da Semagro (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, a licitação da ponte internacional traz tranquilidade ao mercado, em especial aos empreendedores que pretendem investir em Porto Murtinho. Ele adiantou que, por meio de tratativas do governador Reinaldo Azambuja junto ao Ministério dos Transportes, o projeto do acesso da BR-267 à ponte também está com processo licitatório adiantado.

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo, também acompanhou o governador no ato fronteiriço e manifestou sua alegria em testemunhar um momento de grandeza para Mato Grosso do Sul, resultado da visão e do entendimento de Reinaldo Azambuja.

O compromisso ratificado pelo Paraguai, segundo o deputado Paulo Corrêa, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, é o maior acontecimento dos últimos 50 anos. “Já podemos dizer que a ponte é uma realidade para nós, estamos vivenciando hoje um dia realmente histórico”, afirmou.

Após o ato no Rio Paraguai, o governador Reinaldo Azambuja, acompanhado das demais autoridades, inclusive da comitiva da Itaipu Binacional, participou do lançamento do programa Cidade Empreendedora, parceria entre a prefeitura de Porto Murtinho e o Sebrae. A iniciativa, segundo governador, vai permitir que a cidade se prepare para as novas transformações econômicas, criando condições de desenvolvimento e potencializando suas atratividades.
Prestigiaram os dois eventos o deputado estadual Felipe Orro, o reitor da Universidade Federal de MS (UFMS), Marcelo Turine, diretores do Sebrae, prefeitos da região sudoeste, dentre os quais o de Porto Murtinho, Nelson Cintra.


Voltar


Comente sobre essa publicação...