Semana On

Domingo 25.jul.2021

Ano IX - Nº 453

Coluna

Cada dia pior

Não que 'cancelamento' seja em si novo, mas está ficando cada vez pior

Postado em 05 de Maio de 2021 - Raphael Tsavkko Garcia

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Antes eram os conservadores que se revoltavam e queriam censurar tudo que não caísse em seus gostos ou em sua visão de mundo, hoje é a esquerda. Crimes ou supostos crimes morais tornam-se imperdoáveis ou pior, tornam-se motivo para eliminar da face da terra um autor, uma obra.

Muitas vezes autores de obras que adoramos são seres simplesmente desprezíveis. E assim é a vida. Todos temos nossos limites, nossos espaços para dialogar com nossas próprias (in)tolerâncias, o problema é quando temos turbas ensandecidas exigindo a morte, o cancelamento, o apagamento e a eliminação daquilo que não cabe em suas visões de mundo e condenando quem não se junta aos camponeses com tochas.

Vai na linha do que comentei na entrevista que dei semana passada à esta revista sobre o crescimento do identitarismo no Brasil.

Hoje, na minha coluna para a Folha de S.Paulo, conto a história de Ernest Jones, biógrafo de Freud, e questiono: "...

Publicado por Juliana de Albuquerque em Terça-feira, 4 de maio de 2021

 

TERRORISMO DE ESTADO

Em minha entrevista à Rádio Showtime (https://is.gd/SS3qSR) falei, dentre outras coisas, sobre o papel do rei Juan Carlos e do PSOE (dito de esquerda) na promoção do terrorismo de Estado na Espanha pós-franquista - que nunca passou realmente por um período de transição.

Os GAL, grupo terrorista de extrema-direita especializado em assassinar bascos tinha o dedo de Felipe González (então primeiro ministro, do PSOE) e de Juan Carlos. Até as pedras do quartel de Intxaurrondo sabiam disso, mas é algo que pouco se comenta nos canais, digamos, oficiais.

Agora saiu ainda mais material mostrando a ligação do criminoso real com o terrorismo estatal dos GAL.

Sabe o que vai acontecer? Nada. O criminoso real aproveita seu "exílio" no luxo dos Emirados Árabes e o criminoso "socialista" segue seNdo eminência parda na Espanha.

NA BÉLGICA

Aqui na Bélgica existe um troço chamado itsme, que é um app que serve como login pra tudo quanto é serviço do governo, plano de saúde, etc. O meu foi ativado hoje e é absolutamente impressionante (e assustador) quanta informação que o governo e empresas tem de você...

Eu consigo acessar todos os documentos relativos à minha saúde (atestados, valores pagos, consultas, remédios que eu tomo, prescrições), tudo sobre minhas finanças, todos os meus dados na prefeitura (tudo sobre meu carro, meu endereço, minhas contas), etc... Ou seja, o governo tem acesso a tudo isso a todo tempo. Sorte que a Bélgica é relativamente democrática, mas eu fico pensando em regimes menos confiáveis como deve ser ter tudo, absolutamente tudo à disposição.

Eu penso na galera que fala em revolução e tal.... Amigo, o governo sabe a cor da tua cueca, sabe que tu tomas rivotril e tem síndrome do pânico, tu achas mesmo que vai pegar em armas e derrubar alguma coisa conspirando no Facebook?

A tecnologia tem a capacidade de nos aproximar, mas também de permitir que sejamos vigiados 24h por dia, em toda e qualquer situação. Se por um lado isso nos traz facilidades, por outro virtualmente nos torna reféns do sistema.


Voltar


Comente sobre essa publicação...