Semana On

Sexta-Feira 17.set.2021

Ano X - Nº 460

Coluna

Projeto de extermínio

Idelber Avelar fala do massacre de Jacarezinho, de patentes, frouxos e quetais

Postado em 05 de Maio de 2021 - Idelber Avelar

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Bom dia para você que acordou com o maior massacre da história da polícia que mais mata no mundo. Imagine o trauma de ter seu casamento perturbado porque a polícia está executando gente ao seu redor. Imagine o trauma da mãe com cesárea programada. Imagine a quantidade de gente enlutada e marcada para sempre.

É um projeto diário de extermínio.

TRECHO DA CHACINA

Matéria de Beatriz Drague Ramos e Jeniffer Mendonça sobre a chacina de hoje. Um trecho:

“Fransergio Goulart, da Coordenação Executiva da Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial da Baixada Fluminense, criticou veementemente a operação de hoje. ‘Essa barbárie que aconteceu no Jacarezinho, ou seja, são 23 mortos, mas a gente que tem os contatos com os moradores, com esse territórios, sabemos que esse número é muito maior do que 23’, diz.

Ele lembra que novamente o governo do Rio de Janeiro descumpriu a liminar deferida pelo ministro Edson Fachin e referendada pelo plenário da corte que proibiu operações policiais nas comunidades durante a pandemia da Covid-19, a partir da ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental) nº 635, conhecida como ‘ADPF das Favelas’. ‘É a barbárie da barbárie, é a chacina, é o descumprimento dessa cautelar do STF, ou seja, a polícia, o governador do Estado está pouco se lixando, para essa liminar’.”

QUEBRANTO TUDO

Você viveu para ver os EUA apoiando a quebra de patentes de vacinas enquanto o Brasil, histórico líder na luta dos países não alinhados pela flexibilização dos direitos sobre a propriedade intelectual, continua sendo contra.

Para tornar tudo mais inacreditável ainda, isso acontece durante uma pandemia da qual o Brasil é hoje o principal epicentro, e que é causada por um vírus para o qual já existe vacina.

TCHUTCHUCA

Pazuello na melhor tradição do exército de Caxias: tigrão com os fracos, tchutchuca quando o bicho pega. Essa milicada é una vergonha, só com meme mesmo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...