Semana On

Segunda-Feira 14.jun.2021

Ano IX - Nº 447

Legislativo

Carlão: ‘Nossa bandeira prioritária precisa ser a vida’

Presidente da Câmara falou sobre a inclusão de jornalistas na vacinação contra Covid-19

Postado em 13 de Abril de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

“Neste momento de tantas perdas devido a Covid-19, nossa bandeira prioritária precisa ser a vida!”, afirmou o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, em Live realizada pelo Jornal O Estado MS, apresentada pela jornalista Keliana Fernandes sobre a inclusão dos jornalistas na vacinação contra Covid-19.  Também participaram do debate o secretário estadual de saúde - Geraldo Resende, secretário municipal de saúde - José Mauro Filho e o presidente do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) - Walter Gonçalves.

“A Câmara Municipal de Campo Grande tem se empenhado nessa união de esforços contra a Covid-19. No caso da inclusão dos jornalistas na lista de vacinação prioritária já nos posicionamos, inclusive através de requerimento solicitando a inserção dos jornalistas. Entendemos a atividade desempenhada pela categoria como essencial, diariamente se arriscam na busca da informação para repassar a sociedade esclarecimentos fundamentais. Neste momento de tantas perdas devido a Covid-19, nossa bandeira prioritária precisa ser a vida! Não é hora de politicagem. Defendemos também a vacinação dos professores, dos motoristas, de todos profissionais que estão na linha de frente, dos índios não aldeados. Defendemos que a vacina chegue para toda população o mais rápido possível. Neste sentido, dois vereadores devem acompanhar a comissão que vai a Brasília junto com os secretários de saúde cobrar mais vacinação e a inserção desses profissionais nos grupos prioritários”, disse Carlão.

Carlão fez questão de parabenizar a gestão feita pelos secretários Geraldo Resende e José Mauro Filho na execução do Plano Nacional de Imunização. Destacando que estávamos até domingo em 1º lugar no país em rapidez na vacinação.

“Só não estamos mais em 1º lugar como estado que mais está vacinando, porque acabaram as vacinas disponíveis. Essa competência de gestão na vacinação precisa ser reconhecida e por isso vamos cobrar intensamente que as vacinas não faltem. É o Governo Federal o responsável por essa distribuição e vamos cobrar firme. A Câmara Municipal é a caixa de ressonância da sociedade campo-grandense e os 29 vereadores estão unidos na força tarefa contra esse vírus terrível. Unindo esforços entre os Poderes na luta contra a Covid-19”, concluiu.


Voltar


Comente sobre essa publicação...