Semana On

Terça-Feira 07.dez.2021

Ano X - Nº 470

Coluna

Flor para comer: conheça os benefícios e confira uma receita com a capuchinha

Além de apresentar os benefícios nutricionais da capucinha, a nutricionista Letícia Nunes dá dica de preparo de suco

Postado em 08 de Abril de 2021 - Adrielly Marcelino – Brasil de Fato

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Você já provou alguma das espécies de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs)?

São espécies ainda pouco utilizadas na alimentação, que crescem de forma espontânea em jardins, quintais e até mesmo em calçadas de rua. Apesar de algumas vezes serem consideradas como “mato” ou como ervas daninha, possuem um altíssimo valor nutricional, bastante ricas em minerais, fibras e proteínas.

A capuchinha é uma das opções de Panc defendidas por quem já desbravou seu sabor. A espécie também é conhecida como chagas, mastruço e capuchinho. 

Além de ser rica em vitamina C, potássio, cálcio e zinco, a capuchinha tem diversas propriedades medicinais. É o que explica a nutricionista Letícia Nunes, especialista em nutrição clínica e em saúde da família. 

"Ela [a capuchinha] é utilizada na prevenção e no tratamento de muitas doenças. Algumas delas são falta de apetite, controle das acnes, alergias na pele, alguns problemas digestivos, retenção de líquidos, fortalecimento do couro cabeludo, controle de caspas, cicatrização de feridas. Ela é considerada anticéptica, antioxidante e anti-inflamatória. As suas flores vão trazer consigo a vitamina C e suas folhas trazem ferro. Ela possui um valor nutritivo, é rica em enxofre, carotenoides e flavonoides", afirma.

A capuchinha é tão versátil que é possível aproveitar todas as suas partes na alimentação. As folhas, flores, frutos, sementes e até os ramos são utilizados.

"Alguns exemplos de preparação é utilizar as folhas nas salas cruas, seu sabor vai ser bem parecido ao de agrião ou rúcula, porque tem um sabor mais picante. As sementes maduras podem ser tostadas e moídas e funcionam como se fosse uma pimentinha do reino. Já as flores e frutos podem usados em conservas, como se fossem alcaparras. Já os talos podemos aproveitar nos cozidos, sopas e refogados, mas o ideal é cozinhas triturar e peneirar para eliminar parte mais fibrosa dos talos", sugere Letícia.

O biólogo Luiz Fernando Ferreira Pol, de 32 anos, aproveita bem todas essas possibilidades da capuchinha. Ele conheceu o alimento em 2014, por meio de um livro sobre Panc, emprestado de um amigo. Hoje Luiz Fernando encontra a capuchinha em praças e em hortas urbanas do município de São Bernardo do Campo (SP), onde mora. 

"E é muito legal porque nesse meio sempre existem trocas e doações de mudas e sementes. Então caso alguém se interesse em ter em casa, se encontrar alguém que tenha ou algum lugar que tenha facilmente você vai conseguir sementes ou mudinhas. Essa é uma planta que não precisa de muito preparo, as vezes nenhum preparo na verdade. Tanto as folhas como as flores são ótimas comendo cruas, isso mantém melhor o sabor picante delas, lembra um pouco rúcula, mas eu acho a capuchinha mais gostosa que rúcula. E para quem quiser um preparo mais elaborado, mais flores podem dar uma cara legal para um arroz, por exemplo em risoto, perde um pouco do picante, mas mantém um sabor gostoso e é uma delícia fazer patê com elas. O legal de fazer patê é que você pode incorporar e um café da manhã, em refeições mais leves", explica. 

É possível ainda aproveitar a capuchinha para fazer infusões, chás e sucos, que também são muito saudáveis. É importante apenas que as folhas da capuchinha sejam consumidas frescas e não secas, para preservar suas propriedades nutricionais. 

Mas é preciso atenção a algumas contra-indicações da capuchinha. A espécie não pode ser consumida por quem tem úlcera gástrica, porque o alimento pode provocar irritação no estômago. Além disso, pessoas com problemas renais, hipotireodismo, insuficiência cardíaca, gastrite, crianças pequenas e gestantes em fase de lactação também não devem consumir o alimento. 

Dica de suco de flores

Se você não faz parte desse grupo e quer inserir muito sabor e saúde no dia a dia, pegue lápis e papel, separe os ingredientes e experimente essa receita deliciosa de suco de flores de capuchinha:

Os ingredientes são:

- quatro flores de capuchinha;
- 300 ml de suco de laranja; 
- 10 gramas de couve; 
- 25 gramas de inhame.

O modo de preparo:

Bater tudo no liquidificador (suco de laranja, couve e inhame), passar por uma peneira fina. Depois a gente volta a utilizar o liquidificar para bater o preparo com as flores da capuchinha e servir logo em seguida.


Voltar


Comente sobre essa publicação...