Semana On

Quinta-Feira 24.jun.2021

Ano IX - Nº 448

Legislativo

Projeto que atende famílias vulneráveis vai à sanção

Aprovado pela ALEMS, projeto atenderá 100 mil famílias

Postado em 31 de Março de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A atuação dos parlamentares Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) foi mais uma vez essencial para a cidadania. Entre as nove proposições apreciadas durante a sessão ordinária de quarta-feira (31), estava o Projeto de Lei 70/2021, de autoria do Poder Executivo, que institui o Programa Mais Social em Mato Grosso do Sul. A matéria, recebida pela presidência da ALEMS no dia 30, foi analisada e votada nesta manhã em regime de urgência, seguindo agora à sanção. O objetivo do programa são ações de transferência de renda temporária para assegurar as condições mínimas, alimentar e nutricional, às famílias em situação de vulnerabilidade social.

O presidente Paulo Corrêa (PSDB) agradeceu o empenho dos parlamentares. “Agradeço aos senhores deputados por atenderem a solicitação da Casa de Leis. Elogio não só o governador por ter nos chamado a participar no lançamento do Mais Social, ontem, como também a Casa toda ter respondido prontamente ao chamado de Mato Grosso do Sul. Tenho orgulho de ser presidente da Assembleia Legislativa, com a participação dos outros 23 honrosos e batalhadores deputados”, frisou.

“Deixo aqui meu carinho e satisfação e estar aqui nessa votação do programa que irá atender as famílias mais carentes do Estado, um projeto de iniciativa do Executivo, mas que é um pedido dos 24 deputados”, concluiu o presidente Paulo Corrêa.

Os demais deputados elogiaram o programa que será criado pelo Governo do Estado, em um momento tão delicado para muitos famílias sul-mato-grossenses. O programa amplia o número de famílias beneficiadas em Mato Grosso do Sul Atualmente são 30 mil famílias beneficiadas que recebem R$180,00. Com o novo investimento, o valor do benefício passa a ser R$200,00, e ainda alcançará 100 mil famílias do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...