Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 469

Legislativo

Vereadores cobram aumento da frota de ônibus em Campo Grande

‘O consórcio não pode pensar em lucro neste momento, e sim nas vidas’, afirmou Carlão

Postado em 26 de Março de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Câmara Municipal de Campo Grande encaminhou ofício à Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), com cópia ao Consórcio Guaicurus, cobrando o aumento da quantidade de ônibus circulando na Capital, principalmente nos horários de pico, por conta do aumento dos casos de coronavírus na cidade.

"Nem todos podem parar de trabalhar e ficar em isolamento, e por isso o transporte público está muito cheio, muito aglomerado. O consórcio não pode pensar em lucro neste momento, e sim nas vidas. Temos que dar as melhores condições para quem precisa trabalhar. Essa é uma fala de todos os vereadores", afirmou Carlos Augusto Borges, o Carlão, presidente da Casa de Leis.

Mato Grosso do Sul registrou durante a semana a maior taxa de ocupação de leitos do Brasil, segundo boletim da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), sendo que a maior parte das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) fica em Campo Grande.

"A Prefeitura e o Governo tem feito ações no sentido de criar mais vagas e de vacinar a população. Precisamos cuidar para que a doença não se espalhe rapidamente para que esses atos tenham efeito e possamos voltar o quanto antes à normalidade. Precisamos de mais ônibus não apenas nas linhas troncais, que vão de terminal a terminal, mas também nas linhas alimentadoras, que vão dos bairros aos terminais", completou o vereador.

Fiscalização

Nesta sexta-feira (26), uma comissão de vereadores vai fiscalizar os terminais Morenão, Júlio de Castilho, General Osório, Guaicurus, Nova Bahia, Aero Rancho e Hércules Maymone nos horários de pico, com o objetivo de averiguar a lotação dos itinerários dos ônibus. A equipe será formada pelos parlamentares Beto Avelar, Camila Jara, Clodoilson Pires, Coronel Alírio Villasanti, Dr. Sandro Benites, Professor André Luis, Ronilço Guerreiro e Tiago Vargas, que se dividirão entre os locais.

A Câmara Municipal de Campo Grande encaminhou ofício à Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), com cópia ao Consórcio Guaicurus, cobrando o aumento da quantidade de ônibus circulando na Capital, principalmente nos horários de pico, por conta do aumento dos casos de coronavírus na cidade.

"Nem todos podem parar de trabalhar e ficar em isolamento, e por isso o transporte público está muito cheio, muito aglomerado. O consórcio não pode pensar em lucro neste momento, e sim nas vidas. Temos que dar as melhores condições para quem precisa trabalhar. Essa é uma fala de todos os vereadores", afirmou Carlos Augusto Borges, o Carlão, presidente da Casa de Leis.

Mato Grosso do Sul registrou durante a semana a maior taxa de ocupação de leitos do Brasil, segundo boletim da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), sendo que a maior parte das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) fica em Campo Grande.

"A Prefeitura e o Governo tem feito ações no sentido de criar mais vagas e de vacinar a população. Precisamos cuidar para que a doença não se espalhe rapidamente para que esses atos tenham efeito e possamos voltar o quanto antes à normalidade. Precisamos de mais ônibus não apenas nas linhas troncais, que vão de terminal a terminal, mas também nas linhas alimentadoras, que vão dos bairros aos terminais", completou o vereador.

Fiscalização

Nesta sexta-feira (26), uma comissão de vereadores fiscalizou os terminais Morenão, Júlio de Castilho, General Osório, Guaicurus, Nova Bahia, Aero Rancho e Hércules Maymone nos horários de pico, com o objetivo de averiguar a lotação dos itinerários dos ônibus. A equipe será formada pelos parlamentares Beto Avelar, Camila Jara, Clodoilson Pires, Coronel Alírio Villasanti, Dr. Sandro Benites, Professor André Luis, Ronilço Guerreiro e Tiago Vargas, que se dividirão entre os locais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...