Semana On

Terça-Feira 07.dez.2021

Ano X - Nº 470

Mato Grosso do Sul

Estudo vai identificar oportunidades de investimento em infraestrutura em MS

Empresa fará levantamento de todos os eixos logísticos, ferrovias, hidrovias, rodovias, portos e aeroportos

Postado em 25 de Março de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com o objetivo de identificar as necessidades e oportunidades de investimentos em infraestrutura, o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) deram a Ordem de Serviço para o início de um levantamento que será feito pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

“A Empresa de Planejamento e Logística, do Governo Federal, vai fazer um levantamento de todos os eixos logísticos de Mato Grosso do Sul, as ferrovias, hidrovias, rodovias, portos e aeroportos, dando o diagnóstico de onde devemos levar os investimentos públicos e privados para potencializarmos o nosso Estado, sermos mais competitivos, gerar mais emprego e oportunidades. É um marco para nós termos a participação da EPL que tem uma qualificação técnica enorme. É um dos melhores grupos técnicos de logística do mundo”, explicou o governador Reinaldo Azambuja. O trabalho vai ficar pronto no prazo de 1 ano. 

Jaime Verruck lembrou que o Programa Estadual de Logística e Transporte (Pelt) já tem seis anos e que, desde então, foram promovidas muitas mudanças na logística de Mato Grosso do Sul em função das políticas públicas, como a abertura da hidrovia Paraguai-Paraná e os projetos de ferrovias e abertura de terminais, além do impacto da expansão das novas áreas agrícolas. 

“Toda essa interconexão precisa ser estudada, analisado esse fluxo de carga e verificado quais os produtos e as rotas são mais competitivos do Estado. Dentro do Pró-Desenvolve queremos fazer esse diagnóstico logístico que vai definir prioridades de ação, perspectivas estratégicas e, principalmente, a intermodalidade da questão hidroviária, ferroviária, rodoviária e, inclusive, aeroviária. Pactuamos com a EPL porque ela tem essa expertise e consegue fazer o alinhamento dos projetos estaduais com os nacionais. E o objetivo final disso é tornar Mato Grosso do Sul mais competitivo, com mais crescimento”, disse Verruck.

O resultado do trabalho será o “Diagnóstico Logístico”, um documento que tem o objetivo de tornar a infraestrutura estadual mais eficiente com propostas de investimentos de curto, médio e longo prazo. Para a elaboração serão analisados aeroportos, rodovias, ferrovias, hidrovias e terminais portuários hidroviários de Mato Grosso do Sul, assim como a possibilidade da criação de novos centros de distribuição logística no estado. 

A análise será feita com base em estudos que avaliam o comportamento da demanda de transportes da região e a oferta de infraestrutura disponível. Os projetos elencados no Diagnóstico Logístico também passarão por uma análise de custo-benefício. O documento indicará quais são os empreendimentos mais atrativos para o setor privado e os que vão demandar investimentos públicos. Também serão coletadas opiniões, sugestões e contribuições da sociedade.


Voltar


Comente sobre essa publicação...