Semana On

Domingo 25.jul.2021

Ano IX - Nº 453

Legislativo

‘Agora é hora de salvar vidas e conter a pandemia’, afirma Carlão

Vereadores participaram da reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da Prefeitura

Postado em 19 de Março de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, voltou a defender a união entre os poderes para conter a pandemia do novo Coronavírus, que já fez mais de 1.600 vítimas na Capital. 

No último dia 18, o Procurador-Geral de Justiça do MPE (Ministério Público Estadual), Alexandre Magno Benites de Lacerda, traçou, na câmara, um panorama sobre o avanço da doença.

“Aqui são 29 cabeças pensantes. Agora é hora de focar na vida, de salvar vidas. Não adianta mexer com telhado, com cadeira de UPA. O legislativo faz as leis, e o MPE é o guardião das leis, dá voz a quem não tem”, disse o parlamentar, logo após a fala do Procurador.

“Temos que trabalhar com independência e harmonia, cada um cumprindo seu papel. O legislativo, nesse momento, tem que esquecer partidos. Temos que focar na vida”, concluiu Carlão.

Reunião

A Câmara de Vereadores participou, na tarde de quinta-feira (18), da reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, criado pela Prefeitura de Campo Grande para adoção de medidas conjuntas para evitar colapso no Sistema Público de Saúde. A reunião ocorreu no Gabinete do Prefeito na Esplanada Ferroviária e contou com a participação das secretarias Municipal e Estadual de Saúde, Ministério Público Estadual (MPE), Abrasel, Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social (SESDES).

Ficou decidido pela antecipação dos feriados do mês de abril, junho e agosto, com fechamento total do comércio no período de 24 horas, dos dias 22 a 26 de março, ficarão abertos apenas os serviços considerados essenciais. "Dia 22, 23, 24, 25 e 26 de março serão antecipados os feriados de 2 e 21 de abril, 3 de junho, 26 de agosto e 7 de setembro”, detalhou.

O Prefeito afirmou ainda que não há necessidade de lockdown na Capital. "Há necessidade sim de um prazo para gente evitar um colapso. As pessoas que ocupam leitos, não vêm apenas da covid-19. Com essas medidas, estamos evitando a circulação de pessoas e diminuindo o horário de circulação a noite, com isso, vai dar condições de cuidar de todas as pessoas com coronavírus. Nestes dias, todo o comércio será fechado por 24 horas, inclusive, escolas”, frisou.

O presidente da Comissão Permanente de Saúde da Casa de Leis, Dr. Sandro Benites participou da reunião e complementou: "A partir do dia 22 de março, todos os serviços que não são considerados essenciais entrarão em recesso, antecipando cinco feriados na cidade”, disse.

Para o Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público de MS, Alexandre Magno Benites de Lacerda, a medida é necessária para que o Estado possa reduzir a gravidade da doença. "A situação continua complicada, o importante é trabalhar para que o decreto seja seguido à risca para que brevemente possamos voltar a uma certa normalidade.  As medidas adotadas aqui, em decisão coletiva, com certeza, sairá um decreto novo Estadual no mesmo norte, o Estado de Mato Grosso do Sul está tentando ganhar esse fôlego para que diminua a gravidade da doença”, reforçou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...