Semana On

Domingo 25.jul.2021

Ano IX - Nº 453

Mato Grosso do Sul

Internações em leitos de UTI para tratamento da Covid-19 aumentam em MS

Quinto lote de vacina pode chegar ao Estado na próxima semana

Postado em 19 de Fevereiro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Atualmente 477 pessoas estão internadas nos hospitais de Mato Grosso do Sul, em tratamento à Covid-19. É o que mostra o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, do Governo do Estado, desta sexta-feira (19). O resultado é 6,3% menor que o do dia anterior, entretanto, o Estado apresentou um acréscimo dos casos mais graves da doença, com aumento de internações em leitos de UTI.

Do total de internados 226 estão em leitos clínicos, sendo 156 na rede pública e 70 na rede privada. Os casos mais graves, que exigem internações em leitos de UTI, hoje temos 251 internados, com alta de 1,6%, sendo que deste total 191 estão na rede pública e 60 na rede privada.

Na macrorregião de Dourados, a ocupação de leitos UTI/SUS atinge 89%; em Campo Grande, 76%; em Três Lagoas, 66% e em Corumbá, 62%.

De acordo com os dados da SES, 871 exames deram positivos em 24 horas, totalizando 174.106 casos confirmados desde o início da pandemia. Deste total, 163.216 estão recuperados e 7.317 estão em isolamento domiciliar.

Em apenas 24 horas, oito pessoas morreram pela doença, sendo que três eram campo-grandenses, um de Naviraí, um de Paranaíba, um de Rio Brilhante e um de Rio Verde de Mato Grosso. Em Mato Grosso do Sul, a pandemia já fez 3.186 vítimas.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, explicou durante a live que haverá redução do quantitativo de doses contratados para o mês de Fevereiro. “O Instituto Butantã vai entregar 2 milhões de doses, bem abaixo do que tinha sido noticiado, assim o Estado deverá receber menos. Logo que tivermos a informação do total de doses que iremos receber, divulgaremos, com transparência como sempre fizemos”.

Ainda sobre as vacinas, Resende ressaltou que da meta para a fase 1, 66,8% foram vacinados, o equivalente a 3,78% da população em geral do Estado. Até o momento 137.641 doses foram aplicadas.

Quinto lote de vacina pode chegar no MS na próxima semana

Já na próxima semana, deve chegar a Mato Grosso do Sul, mais um lote da vacina contra a Covid-19. O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde ao Fórum Nacional de Governadores nesta segunda-feira, dia 15, e nesta nova remessa devem ser liberadas 4,8 milhões de doses da Coronavac aos estados.

O Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende diz estar esperançosos com a possibilidade de envio dessas novas doses para Mato Grosso do Sul. Segundo ele assim que o Ministério fizer a distribuição das novas remessas das vacinas, elas serão encaminhadas aos municípios o mais rápido possível.

Mato Grosso do Sul recebeu até agora 222.746 (vacinas), em quatro carregamentos enviados pelo Ministério da Saúde. A primeira (remessa) chegou no dia 18 de janeiro, com um lote de 158,7 mil doses da vacina Coronavac.

O segundo lote desembarcou no Estado em 24 de janeiro, com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. Já o terceiro lote chegou ao Estado em 25 de janeiro, em um reforço de mais 10,2 mil doses da Coronavac. A quarta remessa com 32 mil doses de vacina contra a Covid-19 foi entregue ao Governo do Estado no dia 7 de fevereiro.

Além da distribuição das vacinas, Mato Grosso do Sul também se tornou destaque nacional na aplicação dos imunizantes, estando entre os primeiros colocados em todo País na vacinação, quando é feita a contagem proporcional ao número de habitantes.

Transparência na divulgação do calendário de vacinação

Os 79 municípios de Mato Grosso do Sul receberão o calendário de distribuição de vacinas contra a Covid-19 assim que o Ministério da Saúde formatar o plano nacional de distribuição das doses. O compromisso com a transparência na divulgação das datas foi assumido pelo governador Reinaldo Azambuja após videoconferência do Ministério da Saúde com o Fórum de Governadores. 

Na reunião virtual, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, propôs distribuir aos estados cerca de 230 milhões de vacinas contra a Covid-19 até julho deste ano.

Do total previsto, 190 milhões já estão contratadas do Instituto Butantan/Sinovac e da Fiocruz/AstraZeneca/Oxford. O restante está em tratativa com o Consórcio Covax Facility e com os laboratórios União Química/Gameleya/Rússia e Precisa/Bharat Biotech. 

"O ministro apresentou essa previsão de entrega de vacinas e até julho teremos perto de 200 milhões de doses entregues. Assim que recebermos o calendário fechado vamos disponibilizar aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul para que a nossa população possa acompanhar o recebimento", destacou o governador Reinaldo Azambuja após a reunião virtual. 

Calendário mês a mês

A formatação de um calendário de vacinação detalhado, com previsibilidade de entrega mês a mês, é a principal reinvindicação dos governadores junto ao Ministério da Saúde.

Com a demanda em mãos, Pazuello disse que até o final da noite de hoje vai fechar o calendário de distribuição dos meses de fevereiro e março. 

Já os calendários de vacinação de abril, maio, junho e julho serão anunciados até o fim de fevereiro.

No encontro com os governadores, o ministro da Saúde reforçou que a compra dos imunizantes será feita dentro do PNI (Plano Nacional de Imunizações) e que a distribuição das vacinas será de acordo com os grupos prioritários.

"Vamos vacinar todos os brasileiros em 2021", afirmou Pazuello. Até o final do ano, o Ministério da Saúde planeja adquirir 454,9 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, de diversas fabricantes.

"Mato Grosso do Sul construiu uma logística rápida de distribuição de vacinas. Estamos prontos para receber as novas doses e reforçar nosso plano de enfrentamento à Covid-19", falou o secretário de Saúde, Geraldo Resende.


Voltar


Comente sobre essa publicação...