Semana On

Quinta-Feira 05.ago.2021

Ano IX - Nº 454

Mato Grosso do Sul

MS registra 2.885 mortes por coronavírus

População deve seguir atenta às medidas de proteção de combate à doença

Postado em 29 de Janeiro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, do Governo do Estado, desta sexta-feira (29), aponta que em 24 horas 14 sul-mato-grossenses morreram por coronavírus, além disso, 750 novos exames deram positivos para a doença, demonstrando que a pandemia continua avançando no Estado.

Com isso, do começo da pandemia até agora, 159.881 foram diagnosticadas positivamente para a doença e deste total 2.885 não resistiram e vieram a óbito. Apenas neste primeiro mês do ano, foram registradas 506 mortes por coronavírus.

Dos casos confirmados, 147.615 estão recuperados da doença. Entretanto, em tratamento, 8.872 estão em isolamento domiciliar e 509 hospitalizadas, sendo que deste total 264 estão em leitos clínicos (176 na rede pública e 88 na rede privada) e 245 em leitos de UTI (sendo 185 pelo SUS e 60 na rede privada).

Nas redes hospitalares de Mato Grosso do Sul, hoje, a situação mais alarmante é em Dourados, onde do total de leitos UTI/SUS 84% está ocupada, em Campo Grande, a taxa é de 79%, em Três Lagoas, de 62% e em Corumbá, de 58%.

Boletim SES aqui.

Cuidados redobrados

O secretário de Governo e Gestão Estratégica Eduardo Riedel, alerta que, apesar das ações do Governo do estado, a população deve seguir atenta às medidas de proteção de combate à doença. “Mesmo com a vacina, temos que permanecer atentos às medidas de proteção contra a doença. Não podemos relaxar agora”, alertou Riedel.

Confira abaixo as medidas de proteção recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar a propagação da Covid-19:

- Lavar as mãos com frequência; usar sabão e água ou álcool em gel.

- Manter uma distância segura de pessoas que estiverem tossindo ou espirrando.

- Usar máscara quando não for possível manter o distanciamento físico.

- Não tocar nos olhos, no nariz ou na boca com as mãos sujas.

- Cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar.

- Ficar em casa ao se sentir indisposto.

- Procurar atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.


Voltar


Comente sobre essa publicação...