Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 470

Judiciário

Paulo Corrêa ressalta integração institucional durante posse de presidente do TJMS

Em posse do TJMS, Reinaldo Azambuja destaca importância do Poder Judiciário no combate à pandemia

Postado em 27 de Janeiro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No último dia 23, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Paulo Corrêa (PSDB), participou do evento de posse do novo Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), desembargador Carlos Eduardo Contar. Na ocasião, Paulo Corrêa destacou a integração dos poderes em prol do estado de Mato Grosso do Sul.

“O desembargador Contar também esteve presente na posse da Mesa Diretora da Casa de Leis no dia primeiro de janeiro. Existe um relacionamento de respeito entre os poderes, uma integração dos poderes em prol da administração do estado de Mato Grosso do Sul”, ressaltou Paulo Corrêa, pontuando que cada poder, Judiciário, Legislativo e Executivo, age por um mesmo objetivo, mas preserva a interdependência.

No evento, Contar afirmou compromisso com a qualidade do serviço prestado pelo Poder Judiciário. “Como proposta objetiva, o que eu pretendo realmente trazer para o nosso Estado é uma questão de segurança e controle de qualidade. Então nós vamos buscar implantar isso”, afirmou. “Quero trazer para todo o Tribunal de Justiça. Faremos através de um trabalho de consultoria, depois de auditoria externa, que nos certifique em relação a estas questões da segurança do trabalho e sobre qualificação”, destacou, ainda, o desembargador empossado.

O evento de posse foi realizado no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, com plano de biossegurança para evitar a propagação do coronavírus. Além do presidente do TJMS, foram empossados para o biênio 2021/2022 os desembargadores Sideni Soncini Pimentel (vice-presidente) e Luiz Tadeu Barbosa Silva (corregedor-geral de Justiça). O desembargador Paschoal Carmello Leandro foi quem deixou a presidência do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul.

Governador

Ao participar na solenidade, o governador Reinaldo Azambuja destacou o “espírito de colaboração” do Poder Judiciário no combate à pandemia de Covid-19, que já infectou, só no Estado, mais de 155 mil pessoas e colocou fim a 2.771 vidas.

“Sob a orientação da ciência, do bom senso e da responsabilidade pública, trabalhamos juntos - todos os poderes - para equilibrar as medidas sanitárias e as condições necessárias e seguras às atividades econômicas em todo o Estado”, afirmou o governador. “Assim, buscamos o nosso maior objetivo: salvar vidas e garantir o ganha pão de cada sul-mato-grossense”, completou.

“Como proposta objetiva, o que eu pretendo realmente trazer para o nosso Estado é uma questão de segurança e controle de qualidade. Então nós vamos buscar implantar isso, eu já tinha isso no meu gabinete, de forma individual, e quero trazer para todo o Tribunal de Justiça. Faremos através de um trabalho de consultoria, depois de auditoria externa, que nos certifique em relação a estas questões da segurança do trabalho e sobre qualificação”, ressaltou o presidente empossado, desembargador Carlos Eduardo Contar.

Durante a posse, Reinaldo Azambuja fez um panorama da situação de Mato Grosso do Sul. Segundo ele, apesar das restrições impostas pela pandemia em 2020, o Estado possui o terceiro maior crescimento do País e contabiliza o maior investimento per capita do Brasil. “Nesse ano que findou, atraímos R$ 3,3 bilhões em novos negócios. 6,6 mil empresas abriram suas portas aqui. Geramos 11 mil novos empregos”, contou.

“Todo esse cenário positivo impulsiona o nosso otimismo: com a forte retomada do crescimento, vamos realizar um investimento recorde nos próximos dois anos. Já assinei, só neste começo de ano novo, R$ 2,8 bilhões em obras, com recursos próprios da Agesul”, acrescentou o governador.

Reinaldo Azambuja também agradeceu o trabalho desempenhado pelo desembargador Paschoal Carmello Leandro nos últimos anos, disse que acredita que a nova administração continuará a defesa intransigente das causas de Mato Grosso do Sul e avaliou que o novo comando do Tribunal fará uma gestão inovadora e produtiva.

Acompanharam o governador na agenda os secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Felipe Matos (Fazenda).


Voltar


Comente sobre essa publicação...