Semana On

Sexta-Feira 03.dez.2021

Ano X - Nº 469

Mato Grosso do Sul

Com estoque em 14%, Hemosul convoca doadores de O- e outras tipagens sanguíneas

Mesmo com diversas campanhas e parcerias, número de coletas de sangue diminuiu cerca de 10%

Postado em 12 de Janeiro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com funcionamento até as 17h desta sexta-feira (15) e até as 12h deste sábado (16) o Hemocentro Coordenador da Capital convoca doadores de sangue para auxiliarem na reposição dos estoques.

Alguns tipos sanguíneos estão com estoques em níveis críticos como é o caso do doador universal O- que está com apenas 14% do estoque estratégico para atender a demanda. Os tipos O+ (55%), A+ (28%) e A- (32%) também se encontram em baixos níveis.

O Hemosul destaca que os fatores B e AB estão no estoque máximo que ultrapassa os 100%, e não há necessidade de doação para esses grupos sanguíneos no momento.

Para doar, é preciso ter em mãos documento oficial com foto, se alimentar bem antes de doar, possuir mais de 55 quilos, ter idade entre 16 e 69 anos, entre outros critérios. Mais informações podem ser conferidas no site.

Vale lembrar que o Hemosul permite ao doador se programar para fazer a doação. Os agendamentos podem ser feitos pelos telefones (67) 3312-1516, (67) 3312-1529 e (67) 99298-6316.

O Hemosul fica na Avenida Fernando Correa da Costa, n° 1304 no Centro de Campo Grande.

Sensibilização

Neste início de ano, Hemocentros de todo País buscam formas de sensibilizar a população para a importância da doação de sangue. Se tradicionalmente o período de festas de fim de ano e férias de verão já diminui os níveis de estoques de sangue e hemoderivados, a pandemia da Covid-19 contribuiu para afastar ainda mais os doadores ao longo do ano passado.

O Ministério da Saúde estima que, em 2020, o percentual de pessoas que deixaram de doar na pandemia gire em torno de 15% a 20% no comparativo com 2019.  A realidade no Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul não foi diferente. 

Mesmo com diversas campanhas e parcerias realizadas ao longo de 2020, o número de coletas de sangue diminuiu cerca de 10% com relação ao ano anterior em toda a Rede Hemosul. Embora o indicador pareça pequeno, ele representa 5 mil bolsas de sangue a menos, o que equivale a um mês inteiro de doações. 

Apesar do cenário crítico, a gerente de relações públicas da instituição, Mayra Franceschi, afirma que nenhuma demanda deixou de ser atendida. “Cancelaram as cirurgias eletivas, se tivéssemos cirurgias eletivas teria sido impossível em 2020 atender a demanda de sangue por causa da pandemia”.

Campanhas de coleta no interior do Estado e ações para atrair novos doadores estão no planejamento do Hemosul para reverter o cenário em 2021. 

Em Mato Grosso do Sul, apenas 2,2% da população é doadora de sangue, e na Capital esse indicador é de 3%. A Organização Mundial de Saúde recomenda entre 3% a 5% para que seja possível atender a demanda. 

Além do Hemosul Coordenador que fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, n. 1.304 na Capital, a instituição possui unidades de coleta em Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Paranaíba e Coxim. Confira endereços, contatos telefônicos e todas as informações necessárias para se tornar um doador de sangue no site.


Voltar


Comente sobre essa publicação...