Semana On

Sábado 24.jul.2021

Ano IX - Nº 453

Mato Grosso do Sul

Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto

Das 15 pontes projetadas, nove já foram aprovadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional com recursos já alocados. As outras seis estão em processo de avaliação técnica e financeira pelo órgão federal

Postado em 24 de Novembro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Os incêndios nos pantanais da Nhecolândia e Nabileque, em Corumbá, destruíram não só a flora e a fauna no bioma, mas também pontes de madeira, fundamentais para o acesso a todas as regiões, e também para o escoamento da produção.

No último dia 23, técnicos do Ministério do Desenvolvimento Regional e da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil virão ao Estado, para verificar in loco, os pontos onde serão construídas novas pontes.

O governador Reinaldo Azambuja, já determinou que a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos – a Agesul dê andamento a elaboração dos projetos de engenharia, com previsão de licitar nove pontes ainda este ano, com investimento total de R$ 10,5 milhões.

As travessias de concreto serão construídas nas rodovias MS-184 (Estrada-Parque), MS-243, MS-325 e MS-195, em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Regional e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). As obras integram as ações do governo na decretação de estado de emergência na região.

Das 15 pontes projetadas, nove já foram aprovadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional com recursos já alocados. As outras seis estão em processo de avaliação técnica e financeira pelo órgão federal.

Além destas, duas pontes de concreto serão construídas pela administração municipal de Corumbá, na MS-423, interligando as regiões do Taquari e Nhecolândia. Uma das estruturas, a da Vazante Sabiá, já foi licitada.


Voltar


Comente sobre essa publicação...