Semana On

Segunda-Feira 20.set.2021

Ano X - Nº 461

Mato Grosso do Sul

Uma mulher morreu a cada 10 dias por feminicídio no MS, em 2020

Foram 25 vítimas de feminicídio entre os dias 1º de janeiro a 8 de setembro

Postado em 10 de Setembro de 2020 - Flávio Dias - G1MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No Mato Grosso do Sul, 25 mulheres foram mortas em femnicídios em 2020. Em 273 dias do ano (do dia 1º de janeiro a 8 de setembro), a média é de uma vítima a cada 10,9 dias, segundo os dados da secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Ainda de acordo com o órgão, nos oito primeiro meses de 2019 e mais 8 dias de setembro, em todo o estado, 22 mulheres foram assassinadas, número 11% menor que se comprar com o mesmo período deste ano.

Segundo a polícia, nas últimas 48 horas, duas mulheres foram mortas por seus companheiros, a última, na madrugada do último dia 8, em Bonito, no sudoeste do estado. Uma jovem de 26 anos foi morta na frente da filha com golpes de facão. O companheiro dela, um homem de 25 anos, suspeito de matá-la, foi preso horas depois.

A Polícia Civil conseguiu capturar o suspeito em uma mata localizada na saída de Bonito sentido Pantanal. O rapaz confessou o crime e levou os investigadores na área de uma fazenda onde havia escondido a faca e a camiseta, suja de sangue, que usava no momento do delito.

Conforme a ocorrência policial, em interrogatório, ele ainda contou que estava se relacionando com a vítima há cerca de sete meses, mas que o relacionamento era conturbado em razão de ciúmes excessivo que sentiam um do outro. Explicou que nesta madrugada, após discutir com a companheira, pegou uma faca e foi até o quarto onde a mulher dormia com a filha e passou a lhe desferir golpes. A mulher foi esfaqueada diversas vezes pelo autor.

Feminicídio em Nova Alvorada do Sul

Ainda de acordo com a polícia, a outra vítima, de 26 anos, foi identificada como Laura Rodrigues Monteiro. Ela foi morta a facadas pelo ex-companheiro no início da tarde do último dia 7, em Nova Alvorada do Sul, a 115 km de Campo Grande. De acordo com a polícia, o suspeito, de 45 anos, não aceitava o fim do relacionamento.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima foi identificada como Laura Rodrigues Monteiro. O delegado responsável pelas investigações, Rômulo Marcelo, informou que o suspeito teria ido até a casa da vítima para cometer o crime.

Ainda de acordo com o delegado, testemunhas relataram que o homem contou para duas testemunhas que colocaria um fim na situação. Uma equipe do Corpo de Bombeiro chegou a ir ao local, mas Laura já morreu antes de ser socorrida.

Segundo o delegado, o homem continua foragido e equipes da polícia realizam rondas para localiza-lo. O caso foi registrado como femincídio.


Voltar


Comente sobre essa publicação...