Semana On

Sexta-Feira 22.out.2021

Ano X - Nº 463

Coluna Re-existir na diferença

200 mil tristes motivos para mudarmos os rumos

Enquanto o mundo parece desmoronar, o mercado comemora o ‘surpreendente desempenho’ do minério de ferro

Postado em 07 de Janeiro de 2021 - Ricardo Moebus

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Começamos 2021 com 200 mil tristes motivos para repensar os rumos que nos trouxeram até a beira deste abismo.

No entanto, os senhores do caos já comemoram a volta ao novo normal, segundo os preceitos de Lampedusa, que sintetizava os oportunismos e fisiologismos: “Para que as coisas permaneçam iguais, é preciso que tudo mude.”

Enquanto o mundo parece desmoronar, o mercado comemora o “surpreendente desempenho” do minério de ferro, para sustentar o consumo chinês, encerrando o ano de 2020 com alta de 74%, estimulando, intensificando a ação dos “comedores de terra”, como chamou o xamã Kopenawa.

 

Montanha de meu quintal

Raptada da terra natal

Sequestrada pelos donos do caos

Quando na China chegar afinal

 

Quando no forno infernal

Forem te converter em metal

Vertendo seu rubro sangue sideral

Se lembre desse céu sem igual

 

Do nosso antigo elo maternal

Que de sua dor colossal

Sobre nós um cinza abissal

Será o derradeiro sinal


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Emerson Merhy, Ricardo Moebus, Régis Moreira e Túlio Franco

Emerson Merhy, Ricardo Moebus, Régis Moreira e Túlio Franco

Emerson Merhy e Ricardo Moebus são médicos, Túlio Franco é psicólogo e Régis Moreira é jornalista.


Saiba mais sobre Emerson Merhy, Ricardo Moebus, Régis Moreira e Túlio Franco...