Semana On

Quinta-Feira 11.ago.2022

Ano X - Nº 499

Coluna Ágora Digital

Desejamos toda a saúde do mundo ao presidente

Que ele viva muitos anos para pagar linda e longamente por seus crimes

Postado em 06 de Janeiro de 2022 - Victor Barone

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A revelação do médico do presidente Jair Bolsonaro, Antônio Luiz Macedo, de que a causa da obstrução intestinal de Bolsonaro foi um camarão mal mastigado provocou uma onda de memes nas redes sociais.

“Eu não almoço, eu engulo. A peixada tinha uns camarõezinhos também, comi e mastiguei o peixe e comi o camarão”, disse Bolsonaro ao comentar sobre o diagnóstico.

A ânsia de Bolsonaro em engolir os camarões sem mastigar fez com que o presidente se internasse às pressas e o hospital Vila Nova Star mandasse um avião às Bahamas para buscar o médico, que interrompeu suas férias.

Apesar de o intestino do presidente já estar recuperado, a interrupção provocada pelo camarão provocou uma onda de memes nas redes sociais.

O camarão “virou comunista” e muitos usuários lembraram que, se foi difícil com o crustáceo, o presidente terá um desafio maior pela frente: Lula.

PASSADO O SUSTO

Desejamos longa vida ao presidente...

LUTO

A levar-se em conta a lei não escrita, mas respeitada pelos presidentes do Brasil desde a época da ditadura militar, é decretado luto oficial no país quando morrem pessoas de relevância, ou quando ocorrem mortes que causem comoção.

Em três anos de governo, segundo levantamento publicado pelo jornal O Globo, Bolsonaro só decretou luto oficial uma vez: por ocasião da morte de Marco Maciel, duas vezes vice-presidente da República, vítima da Covid-19 e de outro males.

João Gilberto, o criador da Bossa Nova reverenciado no mundo inteiro, os atores Tarcísio Meira e Paulo Gustavo, a cantora Marília Mendonça morreram e Bolsonaro não decretou luto oficial. Sem falar dos mais de 620 mil mortos pela pandemia.

Em 2 anos de governo, Michel Temer decretou luto oficial 5 vezes.

Em 5 anos e meio, Dilma Rousseff decretou 10 vezes. Em 8 anos, Lula decretou 22 vezes, inclusive quando morreu o senador Romeu Tuma, seu carcereiro em São Paulo no início dos anos 1980.

Lula também decretou luto oficial quando morreu Ruth Cardoso, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que o tinha derrotado duas vezes no primeiro turno das eleições de 1994 e 1998. Os dois foram amigos, deixaram de ser, voltaram a ser.

O estouro da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, matou 300 pessoas, desabrigou milhares, comoveu o país, mas não a Bolsonaro. Decretar luto oficial nada custa. Requer apenas a assinatura do presidente e sua publicação no Diário Oficial.

Nada deveria espantar ao ver Bolsonaro a passear de lancha e de jet ski pelos mares de São Paulo e de Santa Catarina e a dançar funk enquanto chuvas torrenciais caíam sobre a Bahia. Ele é assim, sempre foi e não dá sinais de que mudará. Votou nele quem quis. Só não vale dizer que votará outra vez enganado.

Por Ricardo Noblat

FOGO NO PARQUINHO

O ano nem bem começou e Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) já está botando fogo no parquinho bolsonarista nas redes. No último dia 2, o filho do presidente atacou o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), um dos mais ferrenhos defensores do clã presidencial, e arrastou a milícia virtual para o embate. O ataque de Carlos aconteceu após Jordy publicou trecho de seu discurso no “Congresso Politicamente Incorreto”, realizado em Niterói (RJ). No vídeo, o bolsonarista prega o “impeachment de ao menos um ministro” do Supremo Tribunal Federal (STF) para “acabar com essa patifaria toda de prender deputado” e saúda a chegada de Daniel Silveira (PSL-RJ), que foi preso após ataques a Alexandre de Moraes.

MAIS DO CARLUXO

O vereador-federal (afinal, não sai de Brasília) carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho 02 do presidente da República, costuma fazer postagens nas redes sociais cheias de mistérios e com uma linguagem cabalística por vezes ininteligível, e isso todos já sabem. No entanto, uma informação surgida nos últimos dias mostrou que o ausente parlamentar municipal da Cidade Maravilhosa usa perfis falsos, de países distantes, para impulsionar suas mensagens truncadas e pretensamente provocativas. Uma reportagem do jornal O Globo revelou que cinco perfis, baseados em lugares como Kon Tum, no Vietnã, Satkhira, em Bangladesh, e Port Harcout, na Nigéria, são marcados por Carluxo em seus tuítes para que façam a replicação das postagens. A tática é simples: Carlos solta a pérola, usuários reais que são parte da claque fanática da família presidencial divulgam a mensagem e os perfis automatizados cuidam de dar dimensão maior à difusão dos conteúdos publicados por ele, alimentando a bolha dos seguidores ultrarradicalizados do clã.

GENTE DE BEM

Um jovem negro de 23 anos foi espancando após ser acusado por um casal branco de roubar um carro no município de Açailândia (MA). Entretanto, o veículo era de propriedade da vítima agredida, que agora cobra justiça pela violência sofrida. Os autores das agressões são o empresário Jhonnatan Silva Barbosa e a dentista Ana Paula Vidal, que também mora no prédio. Eles mandam o jovem sair do veículo e começam as agressões, que foram registradas em vídeo. Gabriel é derrubado, sofre chutes, pisões, tapas e Ana Paula põe os joelhos na sua barriga, enquanto Jhonnatan pisa em seu pescoço. A sessão de espancamento só para quando um vizinho avisa que a vítima é moradora do prédio e dono do carro de onde foi retirado.

GENTE DE BEM 2

A Polícia Civil e a Polícia Federal investigam um jovem de 17 anos, morador da cidade gaúcha de Lindolfo Collor, por ter enviado ameaças aos diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último dia 27. O jovem foi apreendido pelas autoridades por conta do vídeo em que mata o seu próprio cachorro. Antes de morrer, o animal foi torturado com uma faca e um martelo. As imagens bárbaras foram anexadas em um e-mail endereçado aos diretores da Anvisa. “O apocalipse se aproxima. Confiram o que foi feito com o meu cachorro no vídeo do link”, escreve o autor da ameaça. O jovem foi internado em um centro de atendimento socioeducativo da Fundação de Assistência Social e Comunitária (Fase), no Vale do Sinos. As autoridades informaram que ele integra um grupo fechado de extrema-direita nas redes.

Os funcionários da Anvisa já receberam oficialmente 176 ameaças após recomendarem a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Eles foram expostos nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus apoiadores, que rejeitam a imunização. Bolsonaro pediu publicamente a lista com os nomes dos técnicos que tomaram a decisão em favor da vacinação infantil.

DOIDONA

A atriz Regina Duarte segue dando mostras de sua afinidade com o presidente Jair Bolsonaro (PL) apesar de ter sido chutada para fora do governo com pouco mais de 2 meses de trabalho na Secretaria Especial de Cultura. Em publicação feita no Instagram na quinta-feira (6), a atriz publicou uma montagem com o presidente andando no hospital ao lado de Jesus Cristo. Talvez como forma de demonstrar sua fé em Jesus e no seu “mito” Bolsonaro, Regina Duarte disse que não vê a publicação como uma montagem, mas como algo real.  “Me disseram que é ‘FAKE’. Mas eu não acreditei. É vero! … pra mim é vero!”, escreveu a atriz. Ela ainda usou as hashtags #deusacimadetudo e #presidentebolsonaro. Bolsonaro ficou internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, entre os dias 3 e 5 de janeiro por conta de um quadro de obstrução intestinal.

ÊEEE, BOLSONARO...

FRASES DA SEMANA

“O presidente é responsável pelo que diz, pelo que faz. Espera-se que venha também a ser responsável por todas as consequências daquilo que faz e diz”. (Editorial do Jornal Nacional sobre as declarações de Bolsonaro contra a vacinação infantil)

“O gado sabe que meu salário supera 150 mil reais por mês? Acham realmente que preciso da lei Rouanet? Enfiem a lei no koo!”. (José de Abreu, ator, o Santiago da novela ‘Um Lugar ao Sol’, da Rede Globo de Televisão)

“Desejo pronta recuperação a Jair Bolsonaro e vida longa com saúde para que pague por todos os crimes que cometeu como presidente da República, e antes disso”. (Ricardo Noblat)

“Mais exames serão feitos para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal. É a segunda internação com os mesmos sintomas, como consequência da facada [6.set.18] e quatro grandes cirurgias”. (Jair Bolsonaro, direto do leito do hospital)

“Fui contra a reeleição. Cria na alternância. Nunca precisamos mais de alternância do que agora. Ciro é quem tem programa definido. Há beleza no apoio massivo a Lula. Se tudo seguir como está, voto nele.” (Caetano Veloso)

“Pouco tem de humano o espécime que cavalga jet skis da Marinha, visita parque de diversões e joga na Mega-Sena da Virada enquanto uma parte do país pede socorro.”. (Dorrit Harazim, jornalista)

“Fora, Bolsonaro”. (Grito repetido durante o panelaço que em diversas cidades recepcionou a fala à Nação do presidente Jair Bolsonaro)

“Como é que eu vou conviver sabendo que algumas crianças foram prejudicadas por uma omissão minha? Prefiro perder a eleição do que carregar essa cruz comigo”. (Bolsonaro, ao se opor outra vez à vacinação infantil contra a Covid-19)


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Victor Barone

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Saiba mais sobre Victor Barone...