Semana On

Terça-Feira 26.mar.2019

Ano VII - Nº 343

Super Banner na capa e em toda a revista

Mato Grosso do Sul

Construção de casas na região Leste do Estado vai acabar com 12 anos de espera

Reinaldo Azambuja assinou contratos para edificar 196 unidades em Paranaíba e Chapadão do Sul

Postado em 13 de Novembro de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Colocando fim há mais de uma década de espera, o governador Reinaldo Azambuja assinou contratos para a construção de 196 unidades habitacionais em Paranaíba e em Chapadão do Sul – municípios da região Leste de Mato Grosso do Sul. O evento foi realizado no último dia 12, na Sala de Reuniões, na Governadoria.

Apesar da redução no financiamento habitacional federal nos últimos quatro anos no País, de 1,6 milhão para 130 mil unidades, o Governo sul-mato-grossense irá entregar até o fim do ano 25,8 mil moradias. “Tivemos que usar a criatividade e hoje somos, sem sombra de dúvidas, o Estado com maior desempenho na habitação”, afirmou o governador.

As novas unidades contratadas em Chapadão do Sul e Paranaíba serão edificadas por meio do programa Minha Casa Minha Vida/FAR. O projeto selecionado pelo Ministério das Cidades, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), terá um custo total de R$ 15,997 milhões – sendo R$ 2,424 milhões do Governo do Estado.

“Conseguir mais 196 casas, investindo aproximadamente R$ 2,5 milhões no encerramento do ano, mostra o quanto o governo estadual priorizou a habitação”, afirmou a diretora-presidente da Agência Estadual de Habitação (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez.

A construção das 100 casas no residencial Ovídio, em Paranaíba, vai colocar fim há 12 anos de espera, segundo o prefeito Ronaldo Miziara. “Faz 12 anos que não conseguimos uma casa. Por isso, a presença maciça dos vereadores. Temos um déficit habitacional muito grande de, no mínimo, três mil unidades”, disse.

Já o município de Chapadão do Sul recebeu nos últimos anos apenas 16 casas do programa Lote Urbanizado, estando sem atendimento por uma grande quantidade de moradias populares há 10 anos. “Temos o maior crescimento populacional do Estado e, por isso, é importante recebermos as casas”, disse o prefeito João Carlos Krug. Chapadão do Sul vai receber 96 unidades no residencial Planalto I.

O superintendente estadual da Caixa Econômica Federal, Evandro Narciso de Lima, destacou o trabalho e a competência dos técnicos para conseguir aprovar os projetos habitacionais. “Fazer habitação popular não é fácil, mas temos uma diferença em Mato Grosso do Sul. Tem técnicos capacitados na Caixa e no Governo do Estado”, disse.

Também participaram do ato de assinatura o secretário de Estado de Infraestrutura, Helianey Paulo da Silva; os deputados estaduais Paulo Corrêa, Coronel Davi, professor Rinaldo, Felipe Orro, João Henrique (eleito), Mara Caseiro e Beto Pereira, além de vereadores e outras autoridades.


Voltar


Comente sobre essa publicação...