Semana On

Quarta-Feira 18.set.2019

Ano VIII - Nº 363

Legislativo

Deputado Amarildo Cruz questiona instalação de rede elétrica na região do Parque dos Poderes

O parlamentar afirmou que o conjunto arquitetônico e paisagístico, bem como a rede elétrica aérea instalados no local pode gerar danos ambientais

Postado em 31 de Outubro de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) solicitou à diretoria da Energisa em Mato Grosso do Sul e ao presidente da Prefeitura do Parque dos Poderes, Daniel Paulo, informações sobre a instalação de rede elétrica aérea na entrada do Complexo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes do Estado de Mato Grosso do Sul, que está localizado em frente à Assembleia Legislativa.

Amarildo Cruz questiona se há intenção de estender a instalação elétrica aérea dentro do Parque dos Poderes e, ainda, se a Prefeitura do Parque foi acionada antes da instalação.

O parlamentar afirmou que o conjunto arquitetônico e paisagístico, bem como a rede elétrica aérea instalados no local pode gerar danos ambientais. "Essa é a nossa preocupação, visto que o Complexo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes do Estado de Mato Grosso do Sul é uma área que por lei deve ser preservada", comentou o deputado, autor da lei.

Complexo

De autoria do deputado estadual Amarildo Cruz, o Compelxo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes do Estado de Mato Grosso do Sul foi instituído em 18 de julho de 2018, por meio da lei nº 5.237/2018.

A finalidade da lei é preservar as matas nativas do cerrado, o combate à degradação e a recuperação de áreas já devastadas do Parque dos Poderes, do Parque Estadual do Prosa e do Parque das Nações Indígenas, considerados cartões postais da capital do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...