Semana On

Quarta-Feira 21.nov.2018

Ano VII - Nº 328

Super Banner na capa e em toda a revista

Comportamento

Sentir-se muito culpado é sinal de que você é confiável, segundo este estudo

Hora de começar a se aproximar de pessoas com antecipação de culpa

Postado em 23 de Outubro de 2018   - Galileu

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Um estudo realizado pela University of Chicago Booth School of Business descobriu que, na hora de prever pessoas mais confiáveis, um dos fatores de maior importância é a antecipação de culpa.

Na pesquisa "Who is Trustworthy? Predicting Trustworthy Intentions and Behavior" (“Quem é Confiável? Prevendo Intenções de Confiança e Comportamento”, em tradução livre), Emma Levine, Bradford Bitterly, Maurice Schweitzer e Taya Cohen trabalharam com jogos econômicos e questionários para medir o comportamento de indivíduos no que se refere à confiança e intenções. Aqueles que tiraram as melhores notas em questões relacionadas ao sentimento de antecipação de culpa acabaram devolvendo mais dinheiro do que outros indivíduos que foram mal na propensão de culpa.

Em um experimento específico, os participantes que tinham mais chances de comportarem-se de forma responsável após ler um código de conduta tinham maiores chances de devolver dinheiro para outros do que aqueles que leram uma passagem sobre a importância de tomarem conta de si próprios.

Segundo os resultados dos estudos, a tendência de alguém de antecipar o sentimento de culpa é o fator mais forte na hora de medir o quão confiável é uma pessoa – mais do que uma variedade de outros traços de personalidade como extroversão, franqueza, amabilidade, neurose e conscienciosidade.

O sentimento de antecipação de culpa é diferente da culpa em si: enquanto a segunda se refere ao desejo de reparar um comportamento transgressor, a antecipação lida com a culpa de uma ação transgressora ainda não executada – e que pode levar ao cancelamento a atitude em si por conta do indivíduo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...