Semana On

Domingo 15.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Poder

Pesquisas mantém Bolsonaro na ponta, seguido por Haddad e Ciro

Candidato do PDT é o único que venceria todos os demais no segundo turno

Postado em 21 de Setembro de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com as novas pesquisas divulgadas nesta semana.

Pesquisa feita pelo Datafolha, concluída dia 19, mostra que o capitão reformado do Exército oscilou dois pontos para cima e alcançou 28% das intenções de voto, mantendo a trajetória de crescimento observada desde o início da campanha.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada. O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), que ficou estagnado, com 13%.

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad. Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento. O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%. O tucano aparece empatado com Marina Silva (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais. Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina. 

Ibope

Bolsonaro também se manteve estável na liderança, com Haddad descolado na segunda posição segundo a pesquisa Ibope do dia 18.

Bolsonaro oscilou positivamente dois pontos em relação à pesquisa anterior, de 11 de setembro, e tem agora 28% das intenções de voto. Já Haddad apresentou crescimento expressivo, de 11 pontos. Passou de 8% para 19%. Com isso, Haddad, que na pesquisa anterior estava tecnicamente empatado com outros três candidatos, assumiu de forma inconteste o segundo lugar na pesquisa.

Logo depois vem Ciro Gomes (PDT), que continua com os mesmos 11% do levantamento anterior. Ele está em empate técnico com Geraldo Alckmin (PSDB), no limite da margem de erro. O tucano oscilou negativamente dois pontos, de 9% para 7%, voltando à pontuação que marcou no final de agosto.

O resultado acende um sinal vermelho na campanha de Alckmin. Embora tenha quase metade do tempo de TV e rádio no horário eleitoral, o tucano ainda patina nas pesquisas e corre risco de ficar fora do segundo turno.

Marina Silva (Rede) também caiu numericamente, de 9% para 6%, ficando em empate técnico com Alckmin. A candidata perdeu metade de suas intenções de voto desde o final de agosto, quando tinha 12% na pesquisa.

Álvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) marcaram cada um 2%. Os três estão tecnicamente empatados, no limite da margem de erro, com Marina Silva. Cabo Daciolo (Patriota) marcou 1%. Vera Lúcia (PSTU), Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Brancos e nulos caíram de 19% para 14%.


Voltar


Comente sobre essa publicação...