Semana On

Domingo 15.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Campo Grande

Investimentos na Avenida Ernesto Geisel representam valorização de imóveis

Governo que assumiu o projeto, que estava parado há anos por falta de dinheiro da Prefeitura

Postado em 28 de Agosto de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Obras que estão em execução em trecho da Avenida Ernesto Geisel, na altura do bairro Jóquei Club, em Campo Grande, irão valorizar imóveis da região. A afirmação é do presidente da Câmara dos Valores Imobiliários, Dilson Tadeu Auerswald. 

Dirson diz que por enquanto ainda não é possível citar percentual de valores, mas é certo que casas, comércios e outros tipos de prédios construídos na região terão grande ganho de mercado. 

“Sem dúvida vai haver valorização. Podemos fazer uma avaliação mais precisa quando estiver pronta a obra. Mas é certo que melhorias do tipo iluminação, asfalto de boa qualidade, sinalização entre outras melhorias que estão em andamento são aspectos para valorização”, afirma Dilson Tadeu. 

O projeto na Avenida Ernesto Geisel inclui a recomposição das margens do rio Anhanduí, com a construção de muros de gabião e placas de concreto; implantação de uma ciclovia;  construção de bocas de lobo para captar a enxurrada e a recomposição da pista, além de recapeamento.

Governo em ação

O plano de melhoria existia há anos somente no papel e estava parado desde 2011, correndo o risco de os recursos federais serem perdidos pela falta de contrapartida por parte da Prefeitura de Campo Grande. À época, sem dinheiro no caixa da administração municipal, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tomou à frente e garantiu os R$ 180 milhões federais para a execução do projeto. 

Devido a uma contrapartida do Governo do Estado é que o projeto pôde ser destravado. Para o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, a iniciativa foi fundamental para garantir melhorias à região. “A revitalização do Anhanduí é uma obra estrutural que se não fosse iniciada de imediato, a cidade perderia recursos liberados há sete anos pelo Ministério das Cidades”, destaca. 

Expectativas

Para a população, as intervenções representam de uma só vez o fim dos alagamentos e da erosão, que avançava sobre a pista e comprometia o tráfego. 

Dono de uma oficina mecânica, Jonas Nunes, de 55 anos, diz que há muito tempo moradores e comerciantes do entorno da Avenida Ernesto Geisel aguardam solução para os problemas. “A cidade inteira cai aqui dentro em dias de chuva. Esperamos que a região fique melhor”, avalia.

Preocupado com a segurança de pessoas que transitam ou caminham pelo local, Ramão Romeiro, de 65 anos, comemora a execução das obras “Faz horas que esse lugar precisava passar por melhorias. É muito perigoso. Se um carro bate no outro caem os dois para dentro do córrego”, avalia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...