Semana On

Segunda-Feira 16.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Cultura e Entretenimento

Em concerto inédito, Sesc Cultura resgata composições de Lídia Baís

Processo de resgate para a montagem do concerto foi conduzido pelo maestro Eduardo Martinelli

Postado em 22 de Agosto de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Integrando o calendário comemorativo dos 100 anos da Morada dos Bais, o Sesc Cultura realiza nos dias 29 e 31 de agosto, no Teatro Prosa do Sesc Horto, concerto inédito com a Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande e Convidados, levando ao público o universo musical de Lídia Baís.

Lídia, que se tornou a personagem mais conhecida da família Baís por suas pinturas, algumas consideradas bastante à frente de sua época, também fazia da música uma atividade fundamental em sua vida, tocando, compondo quanto reunindo músicos ao seu redor.

O maestro Eduardo Martinelli, que conduziu todo o processo de resgate para a montagem do concerto, conta que não foram encontradas partituras, por isso fez as transcrições “de ouvido”, a partir das gravações feitas por Lídia, em um sistema muito antigo, com um aparelho fonográfico que possuía duas agulhas, uma para gravar e outra para reproduzir áudios.

“O indicativo de que as gravações foram feitas nesse aparelho e pela própria artista, está no fato de ser possível ouvir a voz dela e de amigos durante uma espécie de `sarau` onde ela tocava e em alguns momentos conversava com seus ouvintes”, relata.

O trabalho foi minucioso, para que as músicas que a Lídia Baís gravou ao piano se tornassem audíveis e as notas musicais reconhecíveis, foi necessário colocá-los na frequência de hertz e velocidade adequadas através de software de manipulação de áudio, chegando assim no ponto exato, ou muito próximo, do que seria o resultado da gravação feita no aparelho antigo, para que então o trabalho de transcrição musical e arranjos orquestrais pudessem ser realizados.

“Relacionar a vida de Lídia Baís, ou ao menos parte dela à arte da música está trazendo situações bastante inusitadas, como a participação ao piano do músico Júlio Figueredo, que durante a década de 1970, frequentou a casa de Lídia Baís para tocar piano aos domingos em companhia da artista”, conta Martinelli.  Além de Júlio, os concertos contarão com a participação especial do violonista Renato Oliveira, sobrinho neto de Lídia Baís e sua esposa, a cantora lírica soprano Luciana Fisher. “Um achado muito bacana, um músico é parente dela, e o outro frequentava sempre a casa dela para tocar piano”, observa o maestro.

Confira a programação do Concerto Lídia Baís:

29 e 31/8 às 20h – Teatro Prosa Sesc Horto

*A participação é gratuita, mas é preciso chegar com pelo menos meia hora de antecedência para retirada dos ingressos que estão limitados à lotação do espaço, de 236 lugares.

Serviço

O Teatro Prosa, do Sec Horto, fica na rua Anhanduí, 200.


Voltar


Comente sobre essa publicação...