Semana On

Quarta-Feira 21.nov.2018

Ano VII - Nº 328

Super Banner na capa e em toda a revista

Auau Miau

Confira dicas para cuidar do cão durante o frio

Algumas dicas simples podem garantir o conforto e a saúde do pet

Postado em 21 de Agosto de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Quando começa o período de frio, muitas pessoas não sabem qual a melhor forma de manter o pet saudável e quentinho. Há dúvidas quanto à caminha, aos pelos e aos cuidados para evitar certos problemas de saúde. Afinal, é importante sempre estar atento para o conforto do pet, principalmente quando a temperatura cai muito.

Em um país como o Brasil - que não costuma fazer um frio tão brusco - a adaptação do animal pode ser tranquila. Mas isso não impede que ele sinta falta de um cobertorzinho a mais ou de uma caminha que o acolha. Principalmente quando anoitece e os termômetros marcam números ainda mais baixos.

Para manter o pet sempre confortável e com a saúde em dia é bom saber algumas dicas.

Banho

Nessa hora, é importante tomar cuidado com o choque térmico que o bichinho pode sofrer. Se ele sair da água quente direto para o ar gelado pode ser prejudicado. Isso inclui esperar um certo tempo até levá-lo para passear ao ar livre.

A dica aqui é deixar a água morna e assim que retirá-lo do banho seque-o rapidamente. Ele jamais deve permanecer molhado por muito tempo, principalmente na região das orelhas. Usar um secador para ajudar nesse trabalho é bastante indicado, desde que a temperatura dele esteja controlada e não queime a pele do animal.  

Doenças

Assim como funciona com os humanos, na época de frio é mais comum os cães terem gripes ou infecções. Por isso, é essencial levar o animal para tomar as vacinas, que protegem também de outras doenças.

O pet está com frio?

Se o pet não for tão peludo o tutor pode colocar uma roupinha nele - desde que o animal se adapte bem ao acessório e que não seja mais uma daquelas fantasias que só incomodam. Caso ele não aceite, não é para insistir. As cobertas próprias para eles podem ajudar muito também, basta colocar na casinha ou caminha do cão. 

Devo passear

Se for um dia chuvoso, o ideal é não levar o pet para passear, mesmo que ele seja daqueles acostumados a sair diariamente. A chance de o cão ficar todo molhado é grande e o tutor não vai querer um cãozinho doente depois. O mais indicado é sair em dias enrolarados e um pouco mais quentes.

Mais frio, menos comida

Os animais também se comportam como nós nos dias frios: ficam mais preguiçosos e a tendência é ficarem o dia todo na cama. Além de não quererem se mexer muito, há o agravante de que os pets costumam comer menos. É bom ficar atento se o bichinho está se alimentando adequadamente, especialmente quando eles são idosos ou filhotes.

Dar comida gelada para o pet também não é recomendado. Se normalmente a comida fica na geladeira depois de aberta, é bom retirá-la horas antes das refeições para evitar que os cães fiquem resfriados.

Cobertor

Observe como estão as mantinhas do seu pet para evitar que a umidade cause mofo ou outras contaminações. Isso pode deixá-lo doente e fragilizado. Sempre que o sol aparecer, coloque tudo sob o sol para garantir a higiene dos mesmos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...