Semana On

Quarta-Feira 19.set.2018

Ano VI - Nº 320

Governo

Veí­culos

Harley-Davidson lança inédita FXDR, primeira moto de sua nova fase

Modelo mais esportivo inaugura nova leva de novidades da empresa, que terá moto aventureira e de baixa cilindrada

Postado em 21 de Agosto de 2018   - G1

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Harley-Davidson revelou, nos Estados Unidos, a inédita FXDR 114, modelo que é o primeiro de uma nova série de lançamentos da empresa, que terá moto aventureira, elétricas e até um produto de baixa cilindrada.

Apesar de trazer muitas novidades ao portfólio da empresa com um visual mais moderno e esportivo, a FXDR ainda não possui a nova plataforma da empresa será a base para Pan America e Streetfighter 975.

Sua base é a linha softail, que foi renovada recentemente com a chegada da nova Fat Bob. Seu motor é o conhecido Milwaukee-Eight 114, de 2 cilindros e 1.868 cc de cilindrada.

No entanto, o modelo traz como novidade uma balança de alumínio 43% mais leve que a balança de aço tradicionalmente encontrada nas Softail.

Classificada pela montadora como uma Power Cruiser, o modelo tem uma esportividade que chega a lembrar modelos antigos da H-D, como a V-Rod e XR 1200. Pode ser uma futura rival para a Ducati Diavel ou Triumph Bobber, por exemplo.

Visual mostra avanço

Ainda não se pode dizer que a Harley-Davidson realizou a revolução que é esperada com os futuros modelos, que vão ser lançados até 2022, mas foi um começo interessante. A montadora passa por quedas nas vendas globais e busca se reinventar com produtos mais modernos.

Apesar de manter a identidade da marca, a FXDR mostra como uma Harley-Davidson moderna deve ser e deixa de lado os cromados característicos da marca.

É possível ver influência em seu desenho do projeto LiveWire, que será a futura moto elétrica da empresa, com os piscas dianteiros pontiagudos.

Sua traseira ficou bem curtinha e arrebitada, algo não comum para as Harley-Davidson. Na dianteira, a pequena bolha também deve dar alguma ajuda aerodinâmica.

Com ABS de série, os freios são compostos por dois discos de 300 mm, na dianteira, e um disco na traseira.


Voltar


Comente sobre essa publicação...