Semana On

Sábado 24.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul tem a maior renda do trabalho no país, afirma IBGE

Segundo Azambuja, resultado é consequência de uma política de responsabilidade fiscal

Postado em 16 de Agosto de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em meio a uma das mais graves crises econômicas de todos os tempos, o Mato Grosso do Sul se destaca como o estado com o maior aumento de renda do trabalho. O levantamento, da LCA Consultoria e do IBGE, foi alvo de extensa reportagem na Globonews na quarta-feira, dia 15 (assista aqui).

Segundo o levantamento da LCA, enquanto em 22 estados brasileiros a renda do trabalho desabou entre o primeiro trimestre de 2014 e o primeiro trimestre de 2018, em Mato Grosso do Sul ela teve aumento de 8%, colocando o estado no primeiro lugar do ranking de melhoria de renda do país. O segundo colocado, Rondônia, teve 4% de valoração da renda, seguido pela Paraíba, com 3,1%.

“Estes números são a confirmação de que nossa estratégia de trabalho, focada na responsabilidade fiscal e na criação de atrativos para investimentos gerou resultados muito satisfatórios, mesmo diante desta crise tão grave que atinge todos os estados”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato à reeleição.

A pujança da economia no Mato Grosso do Sul – alavancada pelo apoio do Governo Reinaldo Azambuja – teve papel fundamental neste resultado, especialmente com base nas políticas de incentivos fiscais, que atraíram investimentos e geraram empregos no Estado, disse o governador.

Segundo a reportagem da Globonews, o Centro Oeste tem a segunda maior renda per capita do país, com base na distribuição do PIB – R$ 10.085,00 – atrás apenas do Sudeste, com R$ 10.142,00.

Superação

"Vale lembrar que logo nos primeiros momentos do nosso governo o Brasil mergulhou na mais grave crise econômica, política e social das últimas décadas. Mas, sob a gestão de Reinaldo, o Mato Grosso do Sul passou por esta fase difícil. Para isso, foi preciso governar com muita responsabilidade, seriedade, transparência e planejamento. Isso permitiu que, mesmo diante do caos que reinava na maioria dos estados, o Estado estabeleceu e manteve um ritmo contínuo de crescimento econômico e segurança social", afirmou o governador.


Voltar


Comente sobre essa publicação...