Semana On

Quarta-Feira 16.out.2019

Ano VIII - Nº 367

Mato Grosso do Sul

Com Puccinelli preso, MDB apela para Simone

Partido recorre a plano B e senadora Simone Tebet será pré-candidata ao governo de Mato Grosso do Sul

Postado em 29 de Julho de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Preso desde o dia 20 de julho, o ex-governador de Mato Grosso do Sul e ex-prefeito de Campo Grande por duas vezes, André Puccinelli, 70 anos, não é mais candidato do MDB. Vai ser substituído pela senadora Simone Tebet.

A decisão foi tomada em uma reunião na manhã deste domingo, da qual participaram parlamentares da legenda, entre eles a senadora, e o atual comandante do partido no Estado, senador Waldemir Moka, que é vice-presidente do partido. O presidente é Puccinelli.

Diante da negativa do STJ (Superior Tribunal de Justiça) em conceder liminar para soltar André Puccinelli, preso pela segunda vez desde novembro, como desdobramento da Operação Lama Asfáltica, o entendimento dos emedebistas é que insistir numa candidatura do ex-governador não faz mais sentido. Simone foi considerada o melhor nome, depois de já ter sido avaliada, também, a candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Junior Mochi.

Trajetória

Simone começou sua carreira na Assembleia Legislativa atuando como consultora técnica jurídica entre 1995 e 1997. Depois, foi diretora técnica legislativa até 2001. Foi eleita deputada estadual pelo então PMDB em 2002, encorajada pelo apoio de grandes nomes da política do Estado, entre eles, o seu pai, Ramez Tebet.

Em 2004, decidiu concorrer à prefeitura de Três Lagoas e se tornou a primeira mulher a governar a cidade, obtendo 66,72% dos 43.832 votos. Em 2008, foi reeleita com uma das maiores aceitações do Estado, atingindo 76% dos votos válidos.

Em 2011 assumiu o cargo de vice-governadora de Mato Grosso do Sul ao lado do então governador do Estado André Puccinelli. Como vice-governadora teve um papel atuante, esteve oito vezes interinamente à frente do governo, e foi a primeira mulher a ocupar esta posição.

Em 2014 Simone foi eleita ao Senado Federal com 640.336 mil votos, o que corresponde a 52,61% do eleitorado de Mato Grosso do Sul.


Voltar


Comente sobre essa publicação...