Semana On

Domingo 25.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Comportamento

Casamento muda a pessoa física e mentalmente - nem sempre para melhor

Pesquisas mostram vantagens e desvantagens de juntar os trapos com outra pessoa

Postado em 11 de Julho de 2018 - Galileu

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O casamento muda você. Quem diz isso não é um guru dos relacionamentos, mas sim a ciência. Diversos estudos mostram as diferenças físicas e mentais entre casais em relacionamento duradouro e os solteiros. Nem todas as mudanças, porém, são positivas.

É verdade que as pessoas casadas tendem a ter melhor saúde geral do que os outros adultos, mesmo depois de controlar a idade, o sexo, a raça, a educação, a renda e outros fatores. Os homens casados ​​são mais propensos a cuidar da própria saúde, com exames periódicos. Também relatam melhor saúde mental e menor uso de álcool, de acordo com uma grande pesquisa canadense de saúde pública.

Em casais, ambos ​​têm um risco menor para certos tipos de doenças cardíacas: doença arterial periférica, doença cerebrovascular, aneurisma da aorta abdominal e doença arterial coronariana. O risco volta a crescer entre divorciados e viúvos.

Mas existem seus poréns. Um grande estudo publicado no ano passado descobriu que os benefícios para a saúde eram observados ​​principalmente entre os mais velhos. Entre os adultos jovens, as pessoas casadas, não tinham nenhum benefício geral de saúde em comparação com seus pares solteiros.

Outra pesquisa, que avaliou o primeiro ano de casamento, os homens tendiam a se tornar mais conscientes, enquanto as mulheres se tornavam menos preocupadas em excesso. Entretanto, ao mesmo tempo, as mulheres se tornaram menos abertas e os homens se tornaram menos extrovertidos no período.

Para completar, as pessoas casadas— especialmente os homens — são mais propensas a ter excesso de peso e obesidade. Homens e mulheres tendem a fazer menos exercícios depois do casamento.

Por isso, se você está em dúvida sobre se embarca ou não no matrimônio, vale pedir umas dicas para a ciência e decidir o que é melhor para você. Um outro estudo, inclusive mostra que existem mais opções que ser declarado marido e mulher. Casais LGBT relatam uma melhor qualidade de vida e apresentam maior saúde que entre os solteiros.


Voltar


Comente sobre essa publicação...