Semana On

Domingo 22.jul.2018

Ano VI - Nº 312

Parceiros

Campo Grande

Com novos aceleradores lineares, Mato Grosso do Sul será autossuficiente no tratamento de radioterapia

Estimativa é de que os atendimentos no Regional passem de 50 para 100 por dia, diminuindo o tempo de tratamento para o paciente

Postado em 05 de Julho de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mato Grosso do Sul ganha reforço no tratamento contra o câncer com dois novos aceleradores lineares no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian (HRMS) e no Hospital do Câncer Alfredo Abraão (HCAA). Com os novos equipamentos, o Estado será autossuficiente no tratamento de radioterapia.   

O governador Reinaldo Azambuja destacou que a aquisição dos novos equipamentos para radioterapia é resultado do trabalho conjunto entre Governo do Estado, Ministério da Saúde e Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa é uma luta de todos nós. Poderemos avançar no tratamento contra o câncer, principalmente na radioterapia, e com isso reduzir a fila de espera”, afirmou.

O Governo do Estado assinou na quarta-feira (4.7) ordem de serviço da obra de construção do bunker e área de atendimento do setor de radioterapia no HRMS, com investimento de R$ 10,5 milhões. A previsão é concluir em julho de 2019. No Hospital Regional, além da radioterapia (acelerador linear), haverá a construção da sala onde será feita a braquiterapia, um tipo de radioterapia interna, que usa a radiação em contato com o local da doença. A obra faz parte do projeto de reestruturação do HRMS.

O diretor-presidente do HRMS, Justiniano Vavas, destacou que o novo acelerador linear será mais um incremento no tratamento contra o câncer, umas das referências do hospital. “Nossos pacientes, além da quimioterapia, terão à disposição o acelerador linear para radioterapia. Com esse incremento, vão melhorar os resultados do tratamento”, disse. O HRMS atende atualmente 650 pacientes no tratamento contra a doença.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Coimbra, explicou que no período de um ano o Estado recebeu seis aceleradores lineares, tornando Mato Grosso do Sul autossuficiente nas demandas de radioterapia. “Esperamos, de uma vez por todas, atender a população que tanto precisa deste importante tratamento. Vamos zerar a demanda por radioterapia”, disse.

Hoje também foi inaugurado o acelerador linear do Hospital de Câncer. Graças a tratativas entre o Governo do Estado, HCAA e Ministério da Saúde, o hospital recebeu um novo acelerador linear, em maio de 2017. O aparelho que estava em Goiânia (GO), foi doado a Mato Grosso do Sul para substituir o antigo aparelho que estava em funcionamento.

O Governo do Estado repassou R$ 2,7 milhões de recursos para a obra de ampliação do local (sala) e readequação e reforma do bunker. Após a conclusão da obra, foi necessário aguardar uma equipe que veio do exterior para fazer a instalação do equipamento.

Com o novo acelerador a estimativa é de que os atendimentos realizados no hospital passem de 50 para 100 por dia, diminuindo o tempo de tratamento para o paciente.

O Hospital Universitário também deverá receber investimentos de R$ 6 milhões do Governo Federal para obras do bunker/acelerador linear. Esses aceleradores fazem parte de programa do Ministério da Saúde que visa a expansão da radioterapia no Sistema Único de Saúde.

Também estavam presentes o representante do Ministério da Saúde, Thiago Rodrigues dos Santos, deputados estaduais professor Rinaldo, Mara Caseiro e Onevan de Matos e a vereadora enfermeira Cida.


Voltar


Comente sobre essa publicação...