Semana On

Terça-Feira 20.nov.2018

Ano VII - Nº 328

Parceiros

Campo Grande

Programa Cidade das Árvores pretende sensibilizar população sobre a importância da arborização urbana

Ação envolverá educação ambiental, plantio e manejo

Postado em 04 de Julho de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande formalizou uma parceria inédita com a TV Morena, Energisa e o Ministério Público Estadual (MPE) para sensibilizar a população sobre a importância da arborização urbana, quanto ao diagnóstico, plantio, manejo adequado das espécies e nas interferências que ocorrem entre as árvores e os diversos elementos que compõem uma cidade, destacando a rede de distribuição de energia elétrica, por meio da implementação do Programa Cidade das Árvores.

Cada um dos atores envolvidos terá papel fundamental para sensibilizar quanto a importância de preservar e ter árvores adequadas para o perímetro urbano, já que algumas plantas representam riscos de pragas, destruição de calçadas, perigos para passeios públicos, fiação elétrica com risco até mesmo de queda.

O Programa será implementado por meio de três estratégias básicas: Educação Ambiental, Plantio de espécies adequadas e o Manejo. Entre uma série de atribuições, caberá ao município realizar o diagnóstico quanto ao estado fitossanitário das espécies arbóreas localizadas nas áreas de intervenção, mediante laudo técnico, com autorização e realização de poda ou supressão, com imediato replantio, ou de tratamento, nos termos da legislação vigente, recolhimento da massa arbórea decorrente da poda ou supressão realizada.

Ao lembrar que Campo Grande é considerada a Capital mais arborizada do País, o prefeito ressaltou a importância da educação ambiental para que todos possam assumir suas responsabilidades.

“De acordo com o IBGE, de cada 100 residências em Campo Grande, 96 têm árvores plantadas, fato este que nos torna a Capital mais arborizada do País. A partir do momento em que nós assinamos esse convênio, através da iniciativa da Prefeitura, TV Morena, Energisa e Ministério Público, vamos dar condições para que continuemos a ter orgulho desse título, mas com extrema responsabilidade, afinal, a cidade é de todos e quando há o envolvimento de pessoas responsáveis, consequentemente há o desenvolvimento planejado e organizado de uma cidade”, ponderou Marquinhos Trad.

O Secretário de Governo e Relações Institucionais, Antônio Cézar Lacerda, que participou da reunião na sede da emissora de televisão, fez coro às palavras do prefeito e enalteceu a iniciativa. “O orgulho que temos em viver na cidade mais arborizada do Brasil é evidente em cada um de nós e, neste sentido esse programa é apropriado para a nossa cidade. Não há dúvidas de que essa iniciativa vai dar muito certo”.

Caberá à TV Morena acompanhar e divulgar as etapas do Programa Cidades das Árvores que tenha interesse público e impacto direto na sociedade, sendo que esta avaliação será realizada pela área de conteúdo da emissora, coordenando um comitê de conteúdo formado por representantes de cada parte, de preferência especialistas de comunicação.

O diretor de Marketing da emissora, Antônio Alves enfatizou que as campanhas educativas são os pilares dessa parceria. “Vamos unir forças para cuidar das árvores da nossa cidade, cada um exercendo o seu papel. Acredito que a educação seja o norte para que aconteça essa mudança. Aliado ao nosso papel de levar a informação às pessoas vamos criar uma editoria no G1 para destacar matérias de utilidade pública falando sobre os programas existentes hoje na cidade, envolvendo as árvores e o meio ambiente”.

Ao assinar o convênio, o Procurador-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Paulo Cezar dos Passos destacou que a iniciativa vai provocar uma transformação nas gerações futuras. “Não nasci em Campo Grande mas me criei aqui e venho acompanhando a evolução da cidade. O MPE, como agente fiscalizador, sentiu-se atraído pela iniciativa principalmente na questão da educação ambiental, que vai contribuir para que a geração futura compreenda a importância de uma cidade ecologicamente segura”.

Berenice Maria Jacob Domingues, diretora-presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), complementou a fala do Procurador-Geral observando que a iniciativa, num futuro próximo, poderá ser autossustentável. “Temos a perspectiva de trabalhar essas campanhas também com as crianças, dentro das escolas, além de envolver todos os conselhos regionais e trazer todo mundo para discutir esse assunto, que pertence a todos nós. Com isso, vamos fazer com que Campo Grande tenha pessoas dentro de cada comunidade para dar sequência a esse trabalho tornando-o autossustentável”.

O secretário Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luis Eduardo Costa disse que o programa vai permitir que a população compreenda o papel do município e suas ações. “Esse convênio é importante para auxiliar na visibilidade do trabalho que estamos desenvolvendo, pois as árvores caracterizam Campo Grande e a atual gestão tem essa sensibilidade com relação às questões ambientais. Ao trato com o meio ambiente”.

Sobre as ações preventivas de segurança envolvendo as árvores e a rede de energia elétrica, o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes destacou a responsabilidade da empresa para tratar desse assunto. “A Energisa tem essa preocupação e enxerga a importância de tratar preventivamente essa questão, a fim de garantir que esse plantio de árvores ofereça segurança e permita um convívio adequado com a rede de energia e a cidade”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...