Semana On

Segunda-Feira 23.jul.2018

Ano VI - Nº 312

Parceiros

Campo Grande

Mais de 350 moradias serão construídas em Campo Grande

Novas unidades serão construídas pelo Programa Minha Casa Minha Vida

Postado em 10 de Maio de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O sonho da casa própria está prestes a se tornar realidade para 352 famílias de Campo Grande com a assinatura de contrato das novas unidades habitacionais que serão construídas pelo Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida. A solenidade de assinatura com os beneficiários aconteceu no último dia 9.

Desse total, 192 unidades serão construídas no residencial Armando Tibana, no bairro Paulo Coelho Machado e 160 no Jardim Mato Grosso, no bairro Centenário. O valor total do investimento é de R$ 38,6 milhões, sendo que R$ 5.165.393,74 são recursos do Governo do Estado e R$ 358.826,90 do Município.

As propostas habilitadas pelo Ministério das Cidades para contratação no Estado foram divulgadas em fevereiro deste ano e, além de Campo Grande, foram contemplados os municípios de Água Clara (com 144 unidades), Chapadão do Sul (22), Costa Rica (200) e Ivinhema (141).

Já o Programa Nacional de Habitação Rural selecionou propostas em:

  • Amambai – 30 unidades;
  • Aquidauana – 162;
  • Caarapó – 20;
  • Campo Grande – 117;
  • Corguinho – 73;
  • Coronel Sapucaia – 16;
  • Miranda – 50;
  • Nioaque – 90;
  • Paranhos – 62;
  • Ribas do Rio Pardo – 52;
  • Rio Brilhante – 10;
  • Santa Rita do Pardo – 43;
  • Sidrolândia – 51;
  • Tacuru – 47.

“A gente participa de vários eventos, mas nenhum me traz mais alegria e contentamento do que as cerimônias de entrega de residências. Até porque no mundo de hoje, o que deveria ser o teto sagrado de teto de todos nós, é algo inalcançável para a grande maioria das pessoas. Que a chave que vai abrir a moradia seja a mesma que vai cultivar o amor e ensinar os filhos a respeitar pai, mãe, com educação e com princípios cristãos”, disse o prefeito9 Marquinhos Trad.

O governador Reinaldo Azambuja frisou a importância de destravar as obras e voltar a fazer as entregas de habitação. “Alegria de termos destravados esses conjuntos habitacionais e ter retomados as obras em Campo Grande. Tudo ocorre por persistência e luta, assim como está ocorrendo com vocês agora”, disse aos contemplados.

Esta é a primeira vez que a Capital terá acesso ao FDS. A entidade selecionada para conduzir os empreendimentos será a Conssol (Sistema Integrado de Economia Solidária).

O superintende da Caixa Econômica Federal Evandro Narciso falou da satisfação em estar promovendo a assinatura dos contratos dos empreendimentos.

“São 352 famílias. Em torno de 1,5 mil pessoas que em 24 meses estarão recebendo a chave de suas casas, mas que a partir de hoje passam a ser proprietário do direito de morar. Aqui temos a inserção de recursos do governo federal e a parceria entre a Prefeitura de Campo Grande e o Governo do Estado do Mato Grosso do Sul”, frisou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...