Semana On

Domingo 22.abr.2018

Ano VI - Nº 299

Parceiros

Campo Grande

Caravana da Saúde nas Escolas vai combater baixo rendimento escolar

Ação atenderá 42 mil alunos de colégios públicos da Capital até junho

Postado em 12 de Abril de 2018   - Redação Semana On

Além de promover o bem-estar de alunos de 7 a 12 anos das redes públicas de ensino de Mato Grosso do Sul, a Caravana da Saúde nas Escolas vai combater o baixo rendimento escolar. Esse é um dos principais objetivos da nova etapa do programa, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

“Identificamos que de 15% a 20% do baixo rendimento escolar dos alunos da rede pública de ensino se devem por problemas de visão ou audição. Temos hoje índices de repetência e evasão escolar por causa disso. Então, dar a esses alunos aparelhos auditivos e óculos melhora também o rendimento nas escolas”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Lançada em Campo Grande, a Caravana da Saúde nas Escolas atenderá 42 mil alunos de colégios públicos da Capital até junho. Em todo o Estado serão 166 mil jovens e crianças atendidas, estima o governador. “No nosso planejamento, o investimento nessa modalidade de atendimento à saúde será de R$ 23 milhões”, revelou.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Coimbra, pediu apoio maciço de professores, coordenadores e diretores escolares para aumentar o atendimento às crianças. “É muito uma conscientização importante, pois eles terão que convocar os pais e/ou responsáveis, que darão a autorização para a realização dos exames”, explicou.

A Caravana da Saúde nas Escolas vai garantir óculos e aparelhos auditivos aos alunos que apresentarem algum tipo de necessidade. As entregas serão feitas em um dia de mobilização, quando também serão oferecidos diversos serviços à sociedade de forma geral. A expectativa é realizar todos os atendimentos até o mês de junho.

Caravana da Saúde

Criada em 2015, a Caravana da Saúde executou mais de 850 mil procedimentos, 34 mil exames e 50 mil cirurgias, com investimento de R$ 75 milhões. O projeto percorreu as 11 microrregiões de Mato Grosso do Sul.


Voltar


Comente sobre essa publicação...