Semana On

Sábado 20.out.2018

Ano VII - Nº 325

Governo

Viver bem

Você dorme menos conforme envelhece — e a culpa é do seu cérebro

Não culpe os boletos vencendo: seu cérebro desativa a capacidade de dormir por um longo período

Postado em 21 de Março de 2018   - Carol Castro

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Quanto mais os anos passam, menos tempo de sono você consegue tirar. Não é por conta das preocupações com as contas para pagar ou os trabalhos para entregar. Muito menos para “aproveitar melhor seu tempo”, infelizmente. O problema é que seu cérebro para de captar os sinais de sono — e desliga sua capacidade de dormir por um longo período. E isso está longe de ser bom.

A descoberta é dos pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos. Eles avaliaram a quantidade e os tipos de sinais químicos envolvidos no sono em ratos jovens e velhos. E perceberam que os receptores que recebem esses sinais diminuem ao longo dos anos. Ou seja, não é que você precise dormir menos ao envelhecer. Seu cérebro apenas não percebe que você tem de passar mais tempo descansando.

Esse tempo a mais na cama faz falta. Todo órgão do corpo pede uma boa noite de sono para se recuperar e voltar a trabalhar bem. Sem esse descanso, os riscos de desenvolver alguma doença são bem maiores. De acordo com os pesquisadores, já foi provado que dormir pouco causa diabetes, obesidade e problemas cardíacos.

A expectativa é que, com a descoberta, os pesquisadores consigam criar medicamentos para estimular a produção dos receptores do sono e rejuvenescer nossa habilidade de dormir.


Voltar


Comente sobre essa publicação...